PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Empresário diz que C. Ronaldo e Ronaldinho quase assinaram com a Juventus

Denis Doyle/Getty Images
Imagem: Denis Doyle/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/10/2017 16h38

Você já imaginou um time com Cristiano Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho? Parece sonho, mas quase foi realidade para a torcida da Juventus. Um empresário italiano revelou, nesta terça-feira (31), que quase levou os dois para o clube na década passada.

“No verão de 2003, o Jorge Mendes [empresário de CR7] tentava lançar o seu primeiro grande jogador: Cristiano Ronaldo. Era um menino de 18 anos que tinha acabado de estrear pelo Sporting, e Mendes queria trazê-lo à Itália”, contou Alessandro Moggi ao Tuttosport.

O agente ainda conta que dois times chegaram a rejeitar Cristiano Ronaldo antes que a Juventus demonstrasse interesse. “Eu o ofereci ao Parma e à Lazio, mas fomos recusados nos dois casos. Ele tinha talento, mas era muito jovem e eles não confiavam. A Juventus, por outro lado, aceitou e nos mandou para Lisboa junto ao Mendes para fechar o contrato”, acrescentou.

Olheiro da Juventus na temporada 2001-2002, Gianni Di Marzio já havia dito ao jornal La Repubblica que passou um relatório sobre CR7 quando ele tinha apenas 18 anos. No entanto, Marcelo Salas estava envolvido na transferência e se recusou a ir para o Sporting como parte da troca.

Depois disso, um encontro em outro hotel com Jason Ferguson, filho de Alex Ferguson, acabou levando o craque português ao Manchester United. “Em questão de meio dia, ele já era jogador do United. Se tivesse ido à Juventus, a história do futebol poderia ser muito diferente. Eu penso nisso milhões de vezes. Vendo a atitude do Cristiano e a pessoa que é, creio que hoje poderia ainda ser jogador da Juve”, disse Moggi.

“E não contratar Cristiano nem é o que eu mais lamento, já que Ronaldinho ficou a um passo de ir para a Juventus. Tudo falhou por muito pouco”, revelou. Ele não explica, porém, quando ocorreu a negociação com o brasileiro.

Futebol