PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Edimar elogia Dorival e diz querer ficar no SP: "Quem decide é a diretoria"

O lateral esquerdo Edimar, do São Paulo - Rubens Chiri/saopaulofc.net
O lateral esquerdo Edimar, do São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

31/10/2017 12h08

Em situação mais tranquila no Campeonato Brasileiro após duas vitórias consecutivas, o São Paulo já começa a colocar em prática o seu planejamento para 2018. Uma das dúvidas é a lateral esquerda. Hoje, Dorival Júnior conta com Edimar e Júnior Tavares para o setor. No entanto, o primeiro, titular nos últimos confrontos, está emprestado pelo Cruzeiro só até o fim desta temporada. Já o jovem de 21 anos, promovido das categorias de base, tem vínculo até 2021.

"Fui contratado pelo Cruzeiro por indicação do treinador português [Paulo Bento], mas fui um dos que mais jogou com o Mano Menezes. Mas nesse ano eu não joguei lá. Estou muito feliz aqui. Já manifestei o meu desejo, quero continuar no São Paulo, clube que é gigante pelos profissionais que tem. É o meu desejo, mas ainda não foi conversado nada. O foco é tirar o São Paulo dessa situação e buscar outros objetivos", disse Edimar, que fez questão de elogiar o trabalho do treinador Dorival Júnior, que tem contrato até dezembro de 2018.

"Quem decide é a diretoria, mas o trabalho do Dorival é um sucesso. Ele pegou o time em uma situação difícil e hoje conseguimos respirar melhor e podemos crescer mais na competição. Mas a questão de quem vai continuar ou não mais para frente vamos poder falar melhor", completou o lateral.

A disputa por posição na equipe titular do Tricolor é vista de maneira positiva pelo jogador, de 31 anos. É sadia essa disputa. Qualquer clube grande tem de ter essa disputa. O Júnior é jovem e tem margem de progressão grande. Cada precisa buscar o seu espaço, quem decide é o Dorival e quem ganha com isso é o São Paulo", afirmou o jogador, que já vê o clima mais tranquilo no São Paulo após os dois triunfos consecutivos.

"O momento nosso tem sido muito bom, duas vitórias eram o que a gente buscava para ter essa tranquilidade. A vitória te traz muitos benefícios. Alegria e confiança aumentam, trabalhos ficam mais leves. Quando você perde, tem jogadores que ficam tristes, mas agora o clima está saudável. Queremos uma sequência para o clima melhorar ainda mais."

Futebol