PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tetra na política: Romário convida Bebeto para seu partido de olho em 2018

Sucesso absoluto na Copa de 1994, Romário e Bebeto podem se reencontrar na política - Antônio Gaudério/Folhapress
Sucesso absoluto na Copa de 1994, Romário e Bebeto podem se reencontrar na política Imagem: Antônio Gaudério/Folhapress

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/10/2017 04h00

A dupla de ataque campeã do mundo em 1994 pode estar de volta, mas agora na política. Romário e Bebeto, hoje senador e deputado estadual pelo Rio de Janeiro, articulam um trabalho conjunto para as eleições de 2018.

Presidente do Podemos (antigo PTN) no Rio de Janeiro e provável candidato ao governo do Estado pelo seu novo partido em 2018, Romário convidou o amigo, atualmente no PDT, para se filiar à sigla de olho nas próximas eleições.

“Quem lembra dessa dupla fraca? As conversas já começaram e a possibilidade é muito grande de estarmos juntos de novo. Juntos podemos [destacado em caixa alta] sempre”, postou Romário, em uma de suas redes sociais, após um almoço com Bebeto na última sexta (27), no Rio de Janeiro.

A dupla não trabalharia exatamente junta. Pessoas do gabinete de Bebeto informaram à reportagem que o convite de Romário seria para que o companheiro se lançasse a uma vaga em Brasília – deputado federal ou senador.

Com a campanha pelo governo do Rio, o Baixinho ficaria distante da capital federal e está buscando um representante por lá. Bebeto ainda avalia a possibilidade, mas a chance de trocar o PDT pelo Podemos é considerada alta por pessoas próximas.

Em 2014, Romário foi eleito senador com a maior votação da história do Rio de Janeiro para o cargo. À época, teve mais votos que o governador eleito, Luiz Fernando Pezão. Outro nome do meio esportivo que avalia concorrer ao governo do Rio é o técnico de vôlei Bernardinho, que recentemente trocou o PSDB pelo Partido Novo.

Futebol