PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com Jesus apagado e Bravo herói, City bate time da 2ª divisão nos pênaltis

Gabriel Jesus teve atuação fraca na ponta e foi substituído no segundo tempo - Action Images via Reuters/Lee Smith
Gabriel Jesus teve atuação fraca na ponta e foi substituído no segundo tempo Imagem: Action Images via Reuters/Lee Smith

Do UOL, em São Paulo

24/10/2017 19h41

O Manchester City sofreu, perdeu chances e precisou de uma grande atuação do goleiro Claudio Bravo para eliminar o Wolverhampton nos pênaltis e avançar às quartas de final da Copa da Liga Inglesa. Após um empate por 0 a 0 no tempo normal, o time de Pep Guardiola levou a melhor nas cobranças decisivas por 4 a 1 nesta terça-feira (24), diante de sua torcida no Etihad Stadium.

Bravo, que fez três defesas cruciais durante os 120 minutos de bola rolando, também brilhou nas penalidades ao defender duas batidas dos Wolves, de N'Diaiye e Coady. Pelo City, De Bruyne, Yaya Touré, Sané e Agüero converteram suas cobranças.

Com Agüero buscando seu gol de número 178 pelo City, o que o tornaria isoladamente o maior artilheiro da história do clube, Jesus foi escalado novamente pela ponta esquerda e teve atuação ruim. O brasileiro teve poucas chances de finalizar, não participou bem da construção de jogadas e foi substituído no segundo tempo por De Bruyne.

Bravo - Lee Smith/Reuters - Lee Smith/Reuters
Claudio Bravo fez defesas cruciais para evitar a eliminação do City
Imagem: Lee Smith/Reuters

Guardiola mandou a campo um time misto, mas com ataque titular: Gabriel Jesus, Agüero e Sterling formaram o trio ofensivo. O City controlou a posse de bola, instalou-se no campo de ataque e criou boas chances, mas pecou na pontaria e no ótimo trabalho defensivo dos visitantes.

O Wolverhampton não se limitou somente à defesa. Apesar de marcar com todos os jogadores atrás da linha da bola, o time da segunda divisão levou perigo ao gol de Bravo em vários contra-ataques, e só não balançou a rede por causa de intervenções certeiras do goleiro chileno, especialmente em lances cara a cara com o centroavante Enobakari.

A prorrogação não mudou o ritmo do jogo: City agredindo e criando, mas deixando grandes espaços para os contragolpes dos Wolves. Guardiola usou a quarta substituição, permitida na Copa da Liga em caso de tempo extra, trocando Danilo por Walker na lateral. O time da casa se lançou à frente, mas não conseguiu tirar o zero do placar - foi o fim de uma série de 11 vitórias seguidas na temporada.

Nos pênaltis, veio a classificação sofrida. O City se junta a Manchester United, Arsenal, Leicester, Bournemouth e Bristol City no grupo de times já garantidos nas quartas de final. Nesta quarta (25), dois duelos decidem os últimos classificados: Chelsea x Everton e Tottenham x West Ham.

Futebol