PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Liberado de treino do SP, Lugano discute possibilidade de greve no Uruguai

Lugano viajou para o Uruguaio, onde lidera movimento de jogadores - Mauro Horita/Estadão Conteúdo
Lugano viajou para o Uruguaio, onde lidera movimento de jogadores Imagem: Mauro Horita/Estadão Conteúdo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

24/10/2017 16h22

Lugano discute quais serão os próximos passos dados pelos jogadores do Uruguai na luta por seus direitos. O zagueiro conseguiu a dispensa do treino do São Paulo, neste terça-feira, e viajou para o seu país natal para discutir o movimento dos atletas, que ameaçam até fazer uma greve e parar o campeonato nacional nos próximos dias. 

Como publicou o SporTV e confirmou o UOL Esporte, o veterano defensor do Tricolor é um dos líderes do movimento, que conta com o apoio de astros que atuam no futebol europeu, como o atacante Suárez, do Barcelona. Entre outras reivindicações, os jogadores reclamam da maneira como os direitos de transmissão das partidas são distribuídos.

Essa não é a primeira vez que os jogadores do Uruguaio discutem melhorias. Nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, foi analisada a possibilidade de os jogadores cobrirem a logomarca do fornecedor de material esportivo durante a execução do Hino Nacional antes de uma das partidas. 

Aos 36 anos, Lugano se consolidou como um dos principais destaques do futebol uruguaio nos últimos anos. Ex-capitão da seleção, o zagueiro também fez história no São Paulo, onde conquistou a Copa Libertadores e o Mundial, ambos em 2005. Em 2017, porém, ele foi poucas vezes utilizados, tendo entrado em campo apenas 11 vezes.

Recuperado de contratura na panturrilha direita, ele participou normalmente do treino de segunda-feira, no CT da Barra Funda e deve ter condições para ser relacionado para o clássico deste sábado, contra o Santos.

Futebol