PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tite elogia Neymar e não julga expulsão: "Outro técnico, outra atmosfera"

Paulo Whitaker/Reuters
Imagem: Paulo Whitaker/Reuters

Do UOL, em São Paulo

23/10/2017 23h40

A imprensa francesa não poupou Neymar das críticas pela expulsão contra o Olympique de Marselha no empate deste domingo (22), na estreia do brasileiro no principal clássico da França. No entanto, o técnico da seleção brasileira disse que não tem como avaliar um possível descontrole do craque.

“Eu não posso julgar em cima de fatos acontecidos com outro técnico, em outra atmosfera. Só posso falar do meu trabalho, não sei o que se passou lá”, disse Tite na noite desta segunda-feira (23), em participação no programa Bem, Amigos, do SporTV. “A nossa equipe é a mais disciplinada das Eliminatórias”, acrescentou.

"Eu critiquei o Neymar em tempos passados, mas ele amadureceu muito. Hoje, ele sustenta a porrada para ir para o gol. Nós também amadurecemos na análise que fazemos ele. E ele tem 25 anos, cara! Ele tem uma característica de futebol que é o drible, a finta. É do 1 contra 1, desconcertante, desequilibrante", elogiou.

O treinador concluiu o raciocínio sobre Neymar com uma história sobre sua própria mãe. “Minha mãe querida assistiu ao jogo contra a Bolívia e perguntou porque vocês [comentaristas da Globo] estavam dizendo para tirar o Neymar do jogo, ficou desesperada. O meu irmão me deu uma dura!”, contou Tite, às gargalhadas.

Por fim, o técnico da seleção disse que até a derrota por 7 a 1 para a Alemanha, no Mundial de 2014, pode ter efeito positivo sobre seu trabalho à frente do time do Brasil. “O legado da derrota na Copa do Mundo é de maturidade. Foi bom, aprendeu a perder. Sentiu na carne o que é ruim”, analisou.

Futebol