PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mano confirma procura de Mattos e explica renovação com o Cruzeiro

Mano Menezes, técnico do Cruzeiro - Geraldo Bubniak/Light Press/Cruzeiro
Mano Menezes, técnico do Cruzeiro Imagem: Geraldo Bubniak/Light Press/Cruzeiro

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

20/10/2017 16h10

De contrato renovado com o Cruzeiro, Mano Menezes concedeu sua primeira entrevista coletiva após o anúncio. Na conversa com a imprensa, o técnico revelou uma consulta de Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, e explicou por que optou pela permanência na Toca da Raposa II.

"Eu recebi sim a ligação do Alexandre (Mattos), assim como a nova direção do Cruzeiro, que também recebeu o contato dele. Houve, então, um posicionamento oficial. Mas naquele momento eu falei com ele o que já havia dito, que primeiro sentaria com as pessoas do Cruzeiro, trataria das coisas que achávamos que deveriam ser tratadas e que depois, se fosse o caso, poderíamos negociar, o que não chegou a acontecer", declarou o comandante.

Mano Menezes ainda comentou que sempre teve a intenção de permanecer no clube. Porém, o período após as eleições deixaram o cenário um pouco turbulento nos bastidores, gerando inclusive a saída de outros profissionais.

"Às vezes, com esse turbilhão de informações que nós sempre estamos envolvidos, as pessoas esquecem de prestar atenção naquilo que a gente fala. Eu disse desde o primeiro minuto que a minha preferência era seguir no Cruzeiro e continuar o trabalho. O que tornou as coisas mais turbulentas foi o momento um pouco complicado da diretoria, mas eu continuei pensando a mesma coisa. Para o técnico, a continuidade é importante. Não se pode continuar sempre, eu sei, mas era a intenção das duas partes. E nós já tínhamos iniciado um trabalho difícil, montado uma equipe, que teve a oportunidade de conquistar a Copa do Brasil, então, era importante dar continuidade a isso", disse.

Virou novela?

Depois de assinar o vínculo de duas temporadas com o clube de Belo Horizonte, Mano voltou a rechaçar o rótulo de novela para a negociação com os mineiros. Em tom bem humorado, ele brincou com a situação e disse que tudo foi resolvido de forma bem rápida:

"Minha maior preocupação era de não me transformar no Walcyr Carrasco, né? Sou o Mano Menezes", afirmou aos risos, citando o escritor e autor de telenovelas.

"Era necessário ter uma reunião com as pessoas que vão comandar o futebol no próximo ano, para primeiro conhecê-los e que eles pudessem conhecer a mim de forma direta. Esses contatos aconteceram depois de terça-feira passada. Por isso eu digo que foi rápido, resolvemos em apenas quatro dias para que coisas importantíssimas para a próxima temporada. Quando assina um contrato, se estabelece uma carta de intenções entre as partes. Se isso vai caminhar bem ou não, só vamos saber depois. Mas o que digo é que vamos trabalhar bem, como sempre trabalhamos. Isso me deixa contente e vamos tocar o ano com a mesma força de sempre", completou.

Abaixo, leia outros trechos da entrevista de Mano Menezes na Toca da Raposa:

Quem chega e quem sai?: "Todas essas avaliações sobre possíveis chegadas e saídas, que é natural em qualquer fim de temporada, ainda mais quando se inicia um novo momento, vamos tratar internamente. Temos uma competição em andamento, estamos satisfeitos com a equipe e não vamos tratar disso agora publicamente"

Manutenção de peças importantes: "Temos sempre que melhorar. Estamos encerrando um bom ano, mas precisamos construir algo melhor. Tão importante quanto buscar reforços é garantir a permanência daqueles que se destacaram. Se não, você vai precisar construir tudo de novo"

Se pensa em ficar mais tempo: "Só é possível ficar um período mais longo se existirem conquistas. O nosso objetivo sempre foi vencer através de um bom trabalho construído e dar alegria ao torcedor. Ele quer que o time vença, no mínimo de período em período, um título importante, e os grandes clubes exigem isso"

Futebol