PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Exceção no líder Corinthians, Cássio se destaca e é herói em meio à queda

Cássio em ação contra o Grêmio: boa fase foi mantida mesmo com queda do time - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Cássio em ação contra o Grêmio: boa fase foi mantida mesmo com queda do time Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

20/10/2017 04h00

O Corinthians vive uma fase instável no Campeonato Brasileiro, com nítida queda técnica de alguns jogadores. Em meio a uma fraca campanha no segundo turno da competição, Cássio aparece como uma das exceções, ratificando a condição já apresentada nos primeiros meses da temporada.

Peça-chave em partidas decisivas da primeira metade do Brasileirão, Cássio, levado por Tite à seleção brasileira justamente pelo momento técnico que vive, conseguiu manter o rendimento no gol corintiano mesmo na crise. Na vitória sobre o Coritiba - são apenas três no returno -, o arqueiro evitou pelo menos três gols do adversário e garantiu o 3 a 1 corintiano em Itaquera.

Até mesmo no jogo contra o Bahia, em que se tornou protagonista pelo gol sofrido quando ele tentava o ataque, Cássio foi poupado pela torcida. No lance, o goleiro subiu ao campo de ataque e viu Marquinhos Gabriel errar um passe no meio-campo. Na sequência, Régis fez o segundo gol baiano. Antes do lance, porém, ele tinha feito intervenções importantes para manter o placar apertado.

Companheiros no sistema defensivo, ao contrário, sofrem para voltar aos melhores dias. Até falhas individuais ocorreram nos últimos jogos do time alvinegro, que viu o número de gols dobrar na segunda metade do campeonato.

Cássio - Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians - Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Cássio voltou à seleção em 2017
Imagem: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Fagner e Guilherme Arana, por exemplo, deixaram de fazer a diferença, seja no ataque ou na defesa. O primeiro foi o responsável direto pelo primeiro gol do Bahia, enquanto o lateral esquerdo falhou na marcação do cruzeirense Rafinha no empate por 1 a 1 há três rodadas.

Arana, inclusive, foi um dos maiores destaques corintianos no primeiro turno, sobretudo pelo forte apoio ao ataque - no clássico com Palmeiras, o jogador de 20 anos marcou um dos gols na vitória por 2 a 0 em pleno Allianz Parque.

Já o zagueiro Pablo, fora dos últimos três jogos, foi substituído pelo jovem Pedro Henrique, que falhou em alguns lances capitais da partida contra o Grêmio na última quarta-feira. No primeiro tempo, o defensor chegou a escorregar em um lance com Barrios. Na etapa final, perdeu uma disputa pelo alto com o atacante Jael que quase resultou em gol.

Balbuena manteve a boa fase defensivamente, mas não consegue repetir o papel decisivo no ataque. O paraguaio marcou nas vitórias por 1 a 0 sobre Fluminense e Cruzeiro. Além disso, balançou as redes no triunfo por 3 a 0 contra o Bahia.

Liderança fora de campo e tudo pelo Corinthians

Nem só de boas apresentações vive Cássio. Aos 30 anos, o goleiro, que está na sua sexta temporada com a camisa do Corinthians, mudou a postura fora de campo. Avesso a entrevistas nos anos anteriores, o camisa 12 é um dos jogadores que mais vem a público.

Depois de derrota em Salvador, por exemplo, Cássio concedeu entrevista no desembarque corintiano. Àquela altura, lamentou os resultados do segundo turno e creditou a fase a erros marcados por desatenção.

Cássio, que voltou à melhor forma física em 2017, ainda se destacou ao mostrar extremo envolvimento com o clube. Presente nas duas últimas convocações de Tite, o goleiro dispensou o descanso após os jogos da seleção para treinar com o elenco corintiano

Em setembro, após a seleção brasileira deixar Barranquilla, na Colômbia, Cássio entrou em contato com o preparador de goleiros Mauri Lima para solicitar um autorização para trabalhar. Horas depois de desembarcar em São Paulo ele já estava no CT Joaquim Grava. O fato se repetiu depois da partida Brasil e Chile no começo do mês, quando ele cruzou a cidade após o jogo para se juntar aos companheiros na concentração.

Futebol