PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guerra se lesiona e deixa treino do Palmeiras; Guedes faz trabalho separado

Guerra sentiu fortes dores no ombro e deixou mais cedo o treino na Academia - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Guerra sentiu fortes dores no ombro e deixou mais cedo o treino na Academia Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/10/2017 18h05

O meia venezuelano Alejandro Guerra precisou deixar o treino do Palmeiras mais cedo. Na tarde desta terça-feira, o camisa 18 sentiu fortes dores no ombro, após choque durante a atividade em campo reduzido comandada pelo técnico interino Alberto Valentim, e foi encaminhado à parte interna da Academia de Futebol para passar por uma avaliação mais detalhada.

Guerra se chocou com um companheiro durante a atividade e permaneceu caído no gramado. Depois de primeira avaliação, o venezuelano deixou o campo acompanhado do médico Gustavo Magliocca. O Palmeiras aguarda a reavaliação, que ocorrerá nas próximas horas, para se posicionar sobre a lesão do meia venezuelano.

Alberto Valentim fechou boa parte do treino desta terça-feira para a imprensa, que testemunhou apenas um trabalho com os reservas no gramado. Novamente, o zagueiro Yerry Mina, em fase final de recuperação, treinou normalmente com bola e deve retornar ao time nas próximas rodadas.

Dentre quem é opção, a ausência mais chamativa foi a de Róger Guedes. Afastado do grupo para passar por uma "reciclagem", o jogador realizou uma atividade em um campo anexo da Academia de Futebol e apenas observou, quando deixava o gramado, o treino do restante dos companheiros.

Róger Guedes Palmeiras fundo - José Edgar de Matos/UOL Esporte - José Edgar de Matos/UOL Esporte
Róger Guedes (ao fundo) trabalhou separado dos companheiros
Imagem: José Edgar de Matos/UOL Esporte

Róger Guedes bateu bola em um campo localizado nos fundos da Academia de Futebol, na única atividade feita pelo camisa 23 que teve acesso para os jornalistas. O atacante, que sofreu cobrança de companheiros após o empate por 2 a 2 com o Bahia, passa por um recondicionamento físico.

Enquanto Guedes se encontrava já na parte interna da Academia de Futebol, Borja, Hyoran, Deyverson e Raphael Veiga realizaram uma atividade de finalizações para fechar o treino desta terça-feira. O Palmeiras volta a trabalhar na tarde desta quarta, um dia antes do compromisso contra a Ponte Preta, em Campinas.

O time alviverde soma 47 pontos, 11 a menos do que o líder Corinthians, e ocupa a quarta colocação na tabela de classificação. A equipe traçou como objetivo para este fim de temporada a vaga direta na fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores da América.

Futebol