PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cabeçadas causam concussões e levam irlandês a deixar o futebol

Kevin Doyle disputa bola no ar com Daniele De Rossi em jogo da seleção - Jamie McDonald/Getty Images
Kevin Doyle disputa bola no ar com Daniele De Rossi em jogo da seleção Imagem: Jamie McDonald/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/09/2017 10h57

De acordo com reportagem da emissora britânica "BBC", o centroavante irlandês Kevin Doyle decidiu se aposentar do futebol profissional por causa das concussões causadas por cabeçadas na bola. O jogador defendia o Colorado Rapids, dos Estados Unidos.

Doyle se queixava repetidamente de dores de cabeça. Estima-se que o jogador sofreu várias concussões ao longo de sua carreira de 15 anos no futebol profissional.

"Neste ano, ficou claro para mim que cabecear a bola estava se tornando problemático e me causando repetidas dores de cabeça. Duas concussões nesta temporada e muitas outras ao longo dos anos fizeram isso ser mais preocupante. Estou triste por anunciar que, após ouvir conselhos médicos, não vou mais jogar nessa temporada e vou me aposentar", disse Doyle.

"Vou aproveitar essa oportunidade para agradecer a todos que me apoiaram durante minha carreira, especialmente minha família, todos os técnicos e colegas de equipe que tive e os torcedores de todas as equipes em que joguei, seja na Irlanda, no Reino Unido ou nos Estados Unidos", completou.

Futebol