PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Primeira Liga turbina Nico López e dá nova opção para ataque do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

31/08/2017 04h00

Classificação e Jogos

O Internacional foi eliminado da Primeira Liga ao perder para o Atlético-MG por 1 a 0, na quarta-feira, no Beira-Rio. Mas se o coletivo acabou caindo, individualmente um jogador pode comemorar a partida: Nico López. Com ótima atuação, o uruguaio que virou reserva a partir da chegada de Leandro Damião ganhou novo posicionamento, elogios e voltou à disputa por espaço no time.

Nico não atuou centralizado como comandante de ataque, a exemplo do que fazia no time titular até a chegada de Damião. Mas pelo lado. Foi o ponta da direita no 4-1-4-1 montado por Guto espelhando a equipe principal. No time de cima, William Pottker é quem ocupa tal posto.

A principal dúvida que existia para Nico atuar por ali era sua capacidade defensiva. O poder de recomposição inferior aos demais jogadores de lado poderia dar espaço para o crescimento do adversário. Mas não aconteceu. Nico conseguiu defender bem Junio, o lateral direito do time. Não foi batido ou deu espaço para criações do Galo, que pouco ameaçou a não ser no gol marcado.

E no ataque, Nico mostrou que está afiado. Bateu marcadores repetidamente com dribles. Obrigou o goleiro Giovanni a ao menos duas defesas difíceis. Colocou Carlos na cara do gol outras três vezes, e acertou a trave no fim do jogo.

"Nunca neguei a qualidade do Nico. Falamos sempre na importância da qualidade dele. Em o quanto é importante ser mais solidário, trabalhar defensivamente também... Eu não o tenho como reserva. Embora esteja usando outros jogadores, ele entra e já decidiu partidas. Então, não se tem 11 titulares, mas começa a ter mais jogadores que dentro do processo são utilizado. É importante fazer o que ele fez. São situações que temos pedido, treinado, cobrado. Ele tem mostrado que tem capacidade de fazer. E quando você faz, você se compromete. Amanhã ou depois, sabemos o que ele sabe fazer. Para ele é bom. O futebol dele cresce, cria uma expectativa grande sobre o que pode completar à capacidade ofensiva dele. Ele vai incomodar, e quem baixar a guarda passa a perder espaço. É cada assim que se forma um grupo, cada um esperando seu momento, e tendo este momento, busca fazer o melhor", disse o técnico Guto Ferreira.

Nico é artilheiro do Inter na temporada com 13 gols, vice-artilheiro da equipe na Série B, atrás exatamente de quem concorre por vaga com ele: Pottker. No lado oposto, Eduardo Sasha é quem atua.

Sem jogos oficiais no final de semana, o Internacional prepara um amistoso contra o Cruzeiro-RS para sábado. O jogo servirá para movimentar o time titular até o duelo do próximo dia 9, diante do Juventude, na volta da Série B. 

Futebol