PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tite diz que impasses de Coutinho e Luan afetam trabalho da seleção

Pedro Martins/ MoWa Press
Imagem: Pedro Martins/ MoWa Press

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Porto Alegre (RS)

30/08/2017 19h56

Sincero como de costume, Tite não poupou palavras para comentar as situações de impasses que envolvem a seleção brasileira às vésperas dos jogos contra Equador e Colômbia. O treinador admitiu que as indefinições pelos futuros de Philippe Coutinho e Luan, principalmente, afetam o trabalho do grupo.

“Afetou, afeta, vai continuar afetando (os jogadores) até ter o período final. Mais o período de adaptação se mudar de clube. Humanamente, afeta a todos. Não sei como vai reagir, porque é individual. Somos humanos, não somos maquininhas”, frisou Tite.

Luan tem sido sondado pelo Spartak Moscou, da Rússia. O atacante do Grêmio, porém, descartou uma transferência para o clube russo. O Spartak chegou a designar emissários para caso Luan aceitasse a oferta. Se a resposta fosse "sim", o jogador passaria por exames médicos sob supervisão dos representantes do time russo em Porto Alegre.

No caso de Coutinho, o Barcelona segue tentando tirar o jogador do Liverpool. O clube inglês, no entanto, permanece irredutível na decisão de manter o brasileiro para a próxima temporada. Em meio ao impasse, Coutinho não tem jogado na Inglaterra – o jogador alegou dores nas costas.

“Convocamos o Coutinho com 15 dias de antecedência. Tenho noção que é uma janela e podem ocorrer trocas. Isso interfere no emocional. O atleta do nível e qualidade do Coutinho foi chamado. Quando ele chegou aqui, após avaliação do departamento médico e contatos com o Liverpool (decidiu manter a convocação). Não queríamos correr riscos. Willian vai iniciar, está muito bem, e por isso vai jogar. Coutinho no banco”, explicou Tite, confirmando a presença de Willian no time titular.

“Conversei com o Coutinho. Disse tudo aquilo que repeti para vocês: ‘Quero que você vá para onde seja feliz, seja no Liverpool, seja em outro clube’. Não tenho que ter opinião para tudo. Eu sou mais discreto nesse aspecto e justo. O justo é ‘Eu quero que você seja feliz’. Mas a seleção não vai abrir mão de ele estar aqui conosco”, completou.

Futebol