PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcelo se diz orgulhoso em ser capitão da seleção e se vê "mais maduro"

Pedro Martins/ MoWa Press
Imagem: Pedro Martins/ MoWa Press

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Porto Alegre (RS)

30/08/2017 19h42

Escolhido para ser capitão da seleção brasileira contra o Equador, o lateral Marcelo se disse orgulhoso com a oportunidade dada por Tite. O jogador do Real Madrid será o 10º capitão da equipe desde que o treinador assumiu o comando.

“Para mim é um orgulho imenso não só de representar meu país, mas ser capitão pela primeira vez. É uma coisa que não tem preço. Trabalho minha vida para desfrutar destes momentos. Estou muito feliz”, afirmou Marcelo, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (30).

Aos 29 anos, o lateral do Real Madrid afirmou se sentir mais maduro em relação ao ano passado. “Estou muito mais maduro do que no ano passado. É ter tranquilidade para fazer o meu trabalho seja aqui na Seleção ou no Real Madrid”.

“Fico muito feliz por ter vencido a Champions. Mas estar na seleção, ver meu povo feliz, a torcida feliz, minha família sorrindo porque vai ter um jogo da seleção, para mim não tem preço, é muito maior que uma Champions”, continuou.

A fala de Marcelo fez com que o técnico Tite, também presente na coletiva, pegasse o microfone para elogiar o jogador. “Essa resposta que ele deu foi a mesma que ele deu pelo telefone para a gente. A gente fala aqui, mas essas manifestações como essa que dão a ele a condição de capitão. Na primeira vez que a gente se falou ele mostrou isso”.

Sem acomodação a um ano para Copa

Mesmo com a classificação antecipada para a Copa do Mundo, Marcelo afirmou que sempre tem algo a melhor na seleção brasileira e afastou qualquer tipo de acomodado a um ano para a Copa do Mundo.

“Não tem tranquilidade porque a gente já está classificado. Nunca está bom. O Tite sempre busca ajustar algumas coisas. O caminho é largo, duro e queremos colocar a Seleção no lugar que merece. Às vezes precisamos sofrer, mas sempre para ver o Brasil”.

Futebol