PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Invicto e sem sofrer gols: novato do Inglês tenta ser o 'novo Leicester'

David Wagner é o alemão que dirige o Huddersfield Town - Tony Marshall/Getty Images
David Wagner é o alemão que dirige o Huddersfield Town Imagem: Tony Marshall/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/08/2017 04h00

O Campeonato Inglês mal começou e só três rodadas foram disputadas, mas um time já chama atenção como potencial surpresa. E seria uma surpresa enorme. De volta à elite após 45 anos, o Huddersfield Town está invicto, com duas vitórias e um empate, e ainda não sofreu nenhum gol.

Somente o Manchester United, líder isolado com nove pontos, também não teve as redes balançadas até agora. Com sete pontos, o Huddersfield aparece em terceiro na classificação, à frente de equipes poderosas como o Manchester City de Pep Guardiola (perde só no critério de desempate) e o atual campeão Chelsea, que tem um ponto a menos.

O fato de voltar à elite do poderoso futebol inglês, em que clubes gastam milhões para rechear seus elencos de estrelas internacionais, e conseguir ficar três jogos sem ser vazado já é algo histórico, considerando que só uma equipe repetiu tal feito desde 1997.

E como há duas temporadas o Leicester City surpreendeu equipes poderosas ao se tornar campeão, o Huddersfield atrai mais holofotes a cada rodada. Seu treinador, o alemão David Wagner, diz que o segredo do time é a união dos jogadores e o fato de todos acreditarem no que estão fazendo.

‘Os jogadores viram que até na primeira divisão, se acreditarem e forem bravos, eles têm chances. Sete pontos e três jogos sem tomar gols é um início perfeito para nós”, comemorou o técnico.

Wagner, inclusive, é outro ponto forte da equipe. Na temporada passada, ele fez um time que havia sido o penúltimo colocado no ano anterior terminar na quinta posição, chegando aos playoffs da segunda divisão para eliminar dois rivais e garantir o acesso.

Para esta temporada, manteve a base e contratou nove jogadores, já que, na segunda divisão, seu elenco era o menor entre todos os participantes. A humildade no orçamento continua, principalmente em relação aos demais times do Inglês.

“Somos a equipe mais modesta do campeonato, mas isso não muda nossa ambição. Não estamos na primeira divisão para dizer ‘olá’ e ir embora. Queremos mostrar que somos guerreiros”, completou o treinador.

Futebol