PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Carrasco argentino de Botafogo e São Paulo vira opção no Vasco sem Fabuloso

Andrés Rios fez sua estreia como titular do Vasco no clássico com o Flu e foi bem - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Andrés Rios fez sua estreia como titular do Vasco no clássico com o Flu e foi bem Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/08/2017 04h00

A necessidade de uma intervenção cirúrgica no joelho direito de Luis Fabiano, artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro, ligou o alerta no Vasco. Com Thalles ainda fora do peso ideal, coube ao auxiliar-técnico Valdir Bigode - interino na vitória sobre o Fluminense por 1 a 0 - tirar um “coelho da cartola” até então pouco falado em São Januário: Andrés Rios, atacante argentino contratado mês passado e que tem como histórico ter sido carrasco de Botafogo e São Paulo em competições internacionais.

O jogador de 28 anos, antes de desembarcar na “Colina Histórica”, estava no elenco do Defensa y Justicia, da Argentina, que fez história ao eliminar o São Paulo na primeira fase da Copa Libertadores em pleno Morumbi. Rios foi titular naquele empate por 1 a 1 que garantiu vaga ao modesto time da cidade de Florencio Varela.

Andrés Rios eliminou o São Paulo na Sul-Americana pelo Defensa y Justicia - Rubens Chiri / Site oficial do São Paulo  - Rubens Chiri / Site oficial do São Paulo
Imagem: Rubens Chiri / Site oficial do São Paulo

Dez anos antes, recém-promovido aos profissionais do River Plate (ARG), ele já havia atormentado uma outra equipe brasileira, o Botafogo, ao eliminar os cariocas também na Sul-Americana, nas oitavas. Na ocasião, ele fez o terceiro gol na vitória por 4 a 2 no estádio Monumental de Nuñez.

Antes de ter uma boa atuação diante do Tricolor, quando deu assistência para o gol de Ramon, Andrés Rios só havia participado de uma partida pelo Vasco, na derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, quando entrou no segundo tempo.

Um dos mais experientes do elenco, o meia Wagner elogiou o companheiro e vibrou com a nova opção para o ataque. “Mostrou que pode ajudar tanto nos treinos quanto no jogo. Tanto ele [Andrés Rios] quanto Thalles estão se preparando. Estão com um ânimo a mais”.

Pivô de “chapéu” no Botafogo

Andrés Rios acabou sendo pivô de uma “resposta” do Vasco no mercado da bola ao Botafogo. Em julho, o Cruzmaltino negociava com o meia chileno Léo Valência quando o rival entrou na jogada e acabou levando o jogador ex-Palestino (CHI). Em outra frente, o Alvinegro abriu frente nas conversas com o atacante argentino, mas o Cruzmaltino deu um "chapéu" e acabou fechando com o ex-Defensa y Justicia.

Ainda se soltando no Vasco

Andrés Rios em momento de descontração com elenco do Vasco - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco - Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Andrés Rios em momento de descontração com elenco do Vasco
Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Com um mês de Vasco, Andrés Rios ainda está tímido no dia a dia do Vasco. Costuma ter mais proximidade com outros companheiros de língua espanhola, como o atacante colombiano Manga Escobar e o goleiro uruguaio Martín Silva. Nas horas vagas, curte os momentos de folga ao lado da família e costuma sempre postar os registros em suas redes sociais.

Antes de se desligar do clube, o ex-técnico Milton Mendes o chamou para uma conversa em particular onde questionou o jogador sobre qual posição pretendia disputar vaga. Embora seja polivalente e atue também como meia e ponta, Rios deixou claro que quer atuar como atacante, como fez diante do Fluminense.

Passagem por seleção de base da Argentina

Andrés Rios disputou o Campeonato Sul-Americano sub-20 de 2009 pela Argentina. A equipe, porém, não foi bem e acabou não se classificando para o Mundial da categoria.

Depois de ser revelado pelo River Plate, passou por clubes da Polônia, do México e ganhou destaque atuando pelo Deportivo Cuenca, do Equador, em 2013, quando fez 20 gols em 40 jogos.
 

Futebol