PUBLICIDADE
Topo

Futebol

G. Jesus pede para Luan avaliar propostas: "Tem futebol para clube grande"

Luan (frente) celebra mais um gol pela seleção ao lado de Gabriel Jesus - Divulgação/CBF
Luan (frente) celebra mais um gol pela seleção ao lado de Gabriel Jesus Imagem: Divulgação/CBF

Marinho Saldanha e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2017 20h15

Amigo pessoal de Luan, o atacante Gabriel Jesus não aconselha a transferência para o Spartak Moscou. Segundo ele, o gremista tem condições de atuar em grandes times da Europa.

"Não só eu, mas todo mundo sabe que ele tem futebol para jogar em muitos clubes grandes da Europa", disse em entrevista coletiva.

Luan não mostrou-se inclinado a atuar na Rússia quando uma oferta foi feita. Na época, ele teria sido desaconselhado em contato com Gabriel Jesus e Neymar. Mas o atacante do City descarta ter dito para ele não ir.

"Mas não sei quem falou que eu disse isso. Não falei. Ele tem muito futebol para jogar em um clube superior. Eu chamo ele meu filhote, porque bato nele no video game, na sinuca, no ping-pong. Sempre vou torcer para que possa ser feliz. É um craque de bola e uma pessoa muito humilde", explicou.

Até agora, Luan recebeu ofertas de dois clubes longe dos melhores do Velho Continente. Primeiro a Sampdoria, da Itália, depois o Spartak Moscou, da Rússia.

Mesmo gigante em seu país e com vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões, o Spartak não é considerado tão valioso no contexto geral do continente. Jesus, parceiro de Luan na conquista do ouro Olímpico do Brasil, se transferiu do Palmeiras para o Manchestar City, da Inglaterra.

Grêmio em tour na Europa

Os momentos finais da janela de transferências internacionais devem ser movimentadas para Luan. O Grêmio manteve dirigentes na Europa atrás do melhor negócio por ele. O retorno aconteceu no início da semana. Enquanto isso, o Spartak promete agitar o fechamento das negociações com nova oferta em breve.

Com 24 anos, o artilheiro gremista na temporada tem 14 gols em 40 jogos. O clube gaúcho é dono de 70% dos direitos dele e pretende valor próximo a R$ 60 milhões para negociar.

Futebol