PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians congela compra de Pablo, que cai de cotação com novela e lesão

Pablo, zagueiro do Corinthians: ausente há mais de um mês por lesão muscular - Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Pablo, zagueiro do Corinthians: ausente há mais de um mês por lesão muscular Imagem: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

25/08/2017 04h00

O entrevero entre Corinthians e Fernando César, advogado e agente de Pablo, fez com que a direção corintiana decidisse pela paralisação das tratativas para a compra do zagueiro titular. Ausente por lesão desde 19 de julho, período equivalente a sete partidas, ele viu sua cotação interna e externa diminuir durante a recuperação, mas também por conta da novela.

No dia 25 de julho, o Corinthians havia celebrado acordo para adquirir o zagueiro em definitivo. Além de ceder 15% de direitos econômicos de Malcom que ainda possui, o clube pagaria aproximadamente 1,2 milhão de euros em parcelas com início apenas em 2018. A operação tornaria os corintianos donos de 100% do defensor, mas esbarrou na ação de seu representante.

Por meio de seu Instagram, Fernando César anunciou que o acordo estaria rompido. O empresário gostaria de receber luvas e comissão à vista como compensação por auxiliar o Corinthians a alcançar o formato de negócio desejado com o Bordeaux. A direção corintiana, por sua vez, mantém o padrão de diluir valores desse tipo ao longo do contrato. Um vínculo de quatro anos e meio havia sido acordado, mas nunca foi assinado. Os clubes chegaram, inclusive, a trocar documentos para efetivar a operação.

Segundo apurou a reportagem, a ação de Fernando César deixou a direção do Corinthians extremamente desapontada. O presidente Roberto de Andrade chegou a receber o empresário pessoalmente em sua casa, e considerou inadequada a forma como ele conduziu as negociações. Nos últimos dias, ao perceber que o Corinthians havia deixado a compra de lado, ele tentou uma reaproximação, mas por enquanto sem sucesso. Flávio Adauto, diretor de futebol, se limita a dizer que o assunto Pablo "está em compasso de espera".

A passividade de Pablo, 26 anos, durante as idas e vindas também causaram certa decepção em membros do departamento de futebol. A cúpula do Corinthians esperava que o zagueiro fizesse alguma intervenção no processo, o que não ocorreu. A relação entre o jogador e seu agente existe há mais de seis anos e é marcada por uma proximidade muito grande. Em entrevista ao UOL, ele chegou a dizer que Fernando César já o auxiliou com salários atrasados nos tempos de Avaí e que possui gratidão.

Sem o lesionado Pablo, defesa do Corinthians mantém nível

pablo - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Considerado até então o principal zagueiro do Corinthians, Pablo saiu lesionado aos 13min de jogo contra o Avaí, em 19 de julho. Se somada essa e outras sete partidas disputadas no período, é possível perceber que os números da equipe não caíram. Foram só três gols sofridos - contra Flamengo, Vitória e Sport.

A ausência de Pablo, profissional bastante respeitado dentro do elenco pela conduta séria no dia a dia e de muito empenho nos treinamentos, também abriu espaço para o crescimento de outros companheiros. Balbuena foi figura ainda mais importante desde então e chegou até a marcar dois gols. Pedro Henrique, em outros tempos um jogador que gerou inseguranças, também manteve a estabilidade na defesa. De quebra, foi outro a balançar as redes, contra o Sport.

Já na quarta passada, o jovem Léo Santos, 18 anos, foi outro a provar que o setor está bem servido e tem um funcionamento coletivo que permite crescimentos individuais. Titular na vitória por 1 a 0 contra a Chapecoense, recebeu novamente elogios e conseguiu ser decisivo ao salvar uma bola sobre a linha fatal. Ainda se espera que Vílson, em fase final de recuperação, fique disponível para Carille. Pablo deve voltar no dia 10 de setembro, diante do Santos.

O Corinthians pode perder Pablo?

Com contrato em vigor até dezembro e emprestado pelo Bordeaux-FRA, Pablo convive com sondagens do Flamengo, segundo afirma seu estafe. Uma saída para outro clube brasileiro, porém, está descartada no momento, já que realizou 13 partidas no Campeonato Brasileiro.

O Corinthians, entretanto, precisa ficar alerta em relação à janela de transferências da Europa para não perder Pablo. As principais ligas europeias permitem transações até a próxima semana, o que deixa uma hipótese de saída aberta, mesmo que remota no momento.

O clube tem uma opção de compra estipulada em R$ 11 milhões, mas deve ser comunicado pelo Bordeaux caso haja uma equipe disposta a adquirir o defensor. No caso de um interessado em uma aquisição, o que encerraria o atual empréstimo, o prazo estipulado em contrato é de oito dias para que ele seja adquirido pelo Corinthians.

Futebol