PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Galiotte diz que Felipe Melo "extrapolou" com Cuca e justifica contratação

Felipe Melo está afastado do elenco do Palmeiras após briga com o técnico Cuca - Agência Palmeiras
Felipe Melo está afastado do elenco do Palmeiras após briga com o técnico Cuca Imagem: Agência Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

22/08/2017 22h50

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, reconheceu em entrevista à ESPN Brasil que o volante Felipe Melo "extrapolou" em seu desentendimento com o técnico Cuca, situação que causou o afastamento do jogador do elenco. Ele também admitiu que o jogador se excedeu em outros momentos, como por exemplo quando declarou que poderia "dar tapa na cara de uruguaio" na Libertadores.

"Isso tudo foi conversado com o Felipe Melo. Em alguns momentos, ele errou a calibragem, ele extrapolou. Duas vezes ele foi multado, e realmente ele se posicionou mal em relação ao Cuca, cometeu uma irregularidade e foi punido. Isso tudo desencadeou esse desentendimento entre o Cuca e o Felipe Melo. O caso dele está sendo tratado hoje com o departamento jurídico do Palmeiras, em paralelo com o departamento de futebol", disse Galiotte.

"Hoje o Felipe Melo está treinando, tem todas as condições, tudo o que o clube pode oferecer aos atletas, a estrutura, os profissionais, a própria academia. O caso está sendo monitorado pelo departamento jurídico e pelo departamento de futebol. Vamos esperar, ver o que acontece. Ele está treinando, é atleta do clube e tem contrato", completou.

Questionado sobre os motivos que levaram a diretoria do Palmeiras a buscar a contratação de Felipe Melo, o presidente apontou que o jogador tem muitas qualidades. Segundo ele, o volante possuía uma característica que faltava no elenco alviverde: liderança.

"É um atleta nível seleção brasileira, disputou Copa do Mundo, mais de 10 anos na Europa. Tem muitas qualidades. As pessoas muitas vezes só olham os defeitos, e todos nós temos. Quando pensamos no Felipe Melo, tínhamos Libertadores, Copa do Brasil, Brasileiro. E no elenco do ano passado, uma carência que observamos, mesmo sendo campeões, era que tínhamos poucos líderes dentro de campo. Pensamos na contratação de um perfil de experiência internacional, de um líder", afirmou.

Futebol