PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Milton Mendes não resiste a má fase e é demitido do Vasco após cinco meses

Milton Mendes não resistiu aos maus resultados - Vasco.com.br
Milton Mendes não resistiu aos maus resultados Imagem: Vasco.com.br

Pedro Ivo Almeida e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/08/2017 16h31

Milton Mendes não é mais o treinador do Vasco. Ele não resistiu à derrota do último domingo, por 3 a 0, para o Bahia, que colocou a equipe próxima da zona de rebaixamento. Nesta segunda-feira, o técnico se reuniu com o presidente Eurico Miranda e foi avisado da decisão. Ele foi contratado em março para a vaga de Cris

O Vasco já estava decidido e conversava internamente sobre o nome do próximo treinador. Zé Ricardo, ex-técnico do Flamengo e demitido há menos de duas semanas pelo rival, é o favorito para assumir o cargo.

"Foram momentos bons, outro menos, mas gostaria de dizer que saio com muito mais amigos que entrei. Cheguei feliz e saio feliz também porque encontrei pessoas que não via há tempos, conheci novos jogadores, pessoas interessantíssimas que levarei para a vida. Foi um prazer enorme entrar no Vasco e também sair. Tivemos uma conversa e chegamos a conclusão do momento que o clube passa, os momentos sem vencermos, os pontos que não aparecem... Então o momento era fazer a mudança e chegamos a conclusão que isso era o melhor . Estou agradecendo ao presidente pela oportunidade. Todos os jogadores, sem restrição, sempre foram legais, trabalharam muito. Os roupeiros, seguranças, sempre tivemos uma união muito grande, agradecer a oportunidade e dizer um até já", disse Milton Mendes.

"Em primeiro lugar, entendendo que cada um procura especular e até as vezes informar como se já tivesse alguma coisa definida, mas eu quero só passar como normalmente é do meu estilo. Eu tive hoje uma, não diria longa, mas uma conversa com o Milton em que conversamos sobre diversos assuntos. Eu para ele, e ele para mim. E chegamos a uma conclusão de que, diante de tudo o que estava acontecendo, que o importante é sempre a instituição, o Vasco. Mais até que qualquer interesse pessoal e que seria o melhor para o Vasco que o Milton Mendes nos deixasse.", completou o presidente Eurico Miranda.

No clube carioca, Milton dirigiu a equipe em 27 ocasiões, com 11 vitórias, seis empates e 10 derrotas. Com o revés na capital baiana, o Vasco caiu para a 15ª colocação e ficou a apenas três pontos da zona da degola.

No desembarque da delegação no Rio de Janeiro, torcedores hostilizaram e tornaram Milton Mendes principal alvo dos protestos. Segundo alguns vascaínos mais exaltados no Aeroporto do Galeão, os jogadores querem derrubar o treinador e, por isso, não correm o que podem em campo.

Na próxima rodada, o Vasco encara o Fluminense no Maracanã, no sábado. Como será visitante, o Cruz-maltino terá apenas 10% da carga de ingressos disponíveis para a sua torcida.

Futebol