PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Prass diz que é difícil conviver com fase do Palmeiras e lembra expectativa

Do UOL, em São Paulo

20/08/2017 22h28

Os principais líderes do elenco do Palmeiras se pronunciaram depois de o time de Cuca ser derrotado novamente em casa - o algoz da vez foi a Chapecoense, que venceu por 2 a 0 no Allianz Parque. Para o goleiro Fernando Prass, a equipe paulista precisa ter capacidade de reação em meio à fase ruim.

O arqueiro ainda falou sobre a expectativa criada em torno do time palmeirense ao longo da temporada 2017. Segundo ele, é difícil conviver com a realidade diante das contratações feitas após o título brasileiro e da Copa do Brasil.

"Vem uma frustração muito grande, tanto de fora como de dentro. Às vezes as pessoas acham que aqui não tem frustração, mas tem frustração enorme. É difícil conviver com uma expectativa tão grande e uma realidade em campo diferente. Só que temos ainda 17 jogos. Temos de terminar na melhor colocação possível e apresentar o melhor futebol possível. Não podemos deixar se abater, lógico que é difícil, mas temos de ter capacidade de reação", disse Prass.

O meia Moisés, outro líder do Palmeiras, ressaltou que a culpa pela má fase precisa ser divida entre todos os integrantes do clube e ainda lembrou da época em que o time mostrava um bom futebol.

"Antes era só notícia boa. A gente conviveu. Agora é saber conviver com críticas, ter tranquilidade e sair disso. A única forma de sair é trabalhando. Esse time não conseguiu jogar o futebol que se esperava. É a realidade. Temos que nos cobrar. Fizemos bons treinamentos, mas no jogo não conseguimos colocar em prática. A fase é difícil, o goleiro faz milagre, a bola desvia. Faz parte do futebol, é trabalhar ainda mais", frisou Moisés.

O Palmeiras ocupa a quarta posição, com 33 pontos, e viu a aproximação do Flamengo, que soma 32. Na rodada seguinte, o time de Cuca recebe o São Paulo no Allianz Parque no próximo domingo.

Futebol