PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca diz que continuará no cargo após nova derrota em casa: "Vou até o fim"

Do UOL, em São Paulo

20/08/2017 21h41

O técnico Cuca disse na noite deste domingo que continuará no comando do Palmeiras mesmo depois de mais uma derrota do time no Campeonato Brasileiro. Após o revés por 2 a 0 para a Chapecoense, o treinador disse que irá ficar no clube até o fim do contrato, em dezembro de 2018.

"Na sexta-feira eu falei que iria até o fim. E vou até o fim, vou já me preparar para o trabalho da semana e não tenho nada a falar mais", disse Cuca.

"Hoje é muito dolorosa a derrota em casa do jeito que foi. O ser humano tem de ter confiança no que ele faz. Quando essa confiança diminui, é preciso achar maneiras de voltar a ter. Os jogadores podem mais do que estão apresentando. Não há falta de entrega, mas o erro está acontecendo, que com a qualidade que eles têm não acontecia", completou.

Segundo o treinador do Palmeiras, a linha de trabalho colocada e prática na temporada 2017 não é o problema. Nesse cenário apontado por ele, as dificuldades estão ligadas à falta de entrosamento da equipe, que enfrenta o São Paulo no próximo domingo, novamente no Allianz Parque.

"Eu não posso repensar as coisas que faço, porque não faço as coisas erradas. Se estivesse errando, seria o primeiro a reconhecer. Não consigo repetir uma equipe. As situações exigem isso, perde um, outro", disse Cuca, que elogiou o grupo de jogadores.

"Temos confiança grande nos jogadores. Nosso grupo é bom, nosso elenco é muito bom, como todos sabem, mas infelizmente as coisas não estão acontecendo. Temos de ter persistência e perseverança", frisou.

Diante da situação, marcada até por protestos da torcida presente ao Allianz Parque, Cuca disse que não existem culpados e ainda ressaltou que o Palmeiras ainda ocupa a quarta posição do Campeonato Brasileiro.

"Não conseguimos fazer ainda aquela grande partida e dar sequência em cima disso. Não se trata de culpa. Hoje está em quarto lugar. Não é o que a gente esperava, mas não é o fim do mundo também. As coisas tendem a melhorar. Quem sabe no clássico as coisas acontecem e possa se seguir. Hoje temos de administrar essa derrota que não fazia parte dos planos de ninguém", disse o treinador.

Futebol