PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Homem de ferro" do francês, brasileiro retorna e já pensa em pegar o PSG

Lima (à direita), lateral-esquerdo do Nantes, em ação na última temporada - AFP PHOTO / DENIS CHARLET
Lima (à direita), lateral-esquerdo do Nantes, em ação na última temporada Imagem: AFP PHOTO / DENIS CHARLET

Lucas Pastore

Do UOL, em São Paulo

19/08/2017 04h00

As mais de 30 rodadas comuns às principais ligas nacionais do planeta fazem com que titulares fiquem fora de jogos, seja por lesão, por suspensão ou por opção na comissão técnica. Mas não foi o caso do brasileiro Lima. Lateral esquerdo do Nantes, o jogador atuou em todas as partidas do time na temporada 2016/2017 do Campeonato Francês, e só não participou de todos os minutos por conta de uma expulsão na última rodada. Neste sábado, um jogo após fazer sua estreia na nova campanha da equipe, visita o Troyes já projetando o duelo com o Paris Saint-Germain de Daniel Alves e Neymar.

Hoje com 25 anos de idade, Lima jogou 42 partidas na temporada 2016/2017: as 38 do Campeonato Francês, mais uma pela Copa da França, a única em que não foi titular, e três pela Taça da Liga da França. Na campanha, fez um gol e deu seis assistências.

Os números que mais impressionam são os relativos à Liga. Depois de jogar os 90 minutos dos 37 primeiros jogos do Nantes na edição de 2016/2017 do Francês, o lateral brasileiro foi expulso aos sete minutos do segundo tempo do 38º. Por isso, foi desfalque na estreia do time nesta temporada.

"Achei um pouco forçado, desnecessário. Foram dois lances de amarelo. No segundo, acho que foi rigoroso demais. Foi complicado ficar de fora do primeiro jogou, mas já passou", disse Lima, ao UOL Esporte.

A assiduidade de Lima chama atenção em uma era em que a fisiologia tem parcela cada vez maior na escalação dos jogadores, ajudando técnicos a saber qual a melhor hora para poupar um titular. Mas o desgaste da temporada não foi o bastante para deixar o lateral esquerdo fora do time titular.

"Claro que tem momentos de maior desgaste, mas não tive problema de lesão nem nada. Estou sempre me cuidando mais, repousando e me alimentando melhor. Não teve nenhuma vez que eu joguei sem estar em condições adequadas", contou.

Em sua estreia nesta temporada, Lima já deu mais uma mostra de sua durabilidade ao jogar os 90 minutos da derrota por 1 a 0 para o Olympique, em casa, há uma semana. Neste sábado, quando o Nantes visita o Troyes, o defensor volta a campo para voltar a se destacar e, quem sabe, buscar algo melhor do que o sétimo lugar do ano passado.

"A meta é jogar o maior número possível de jogos, evoluir, estar sempre melhorando. Para o clube, é a princípio se segurar entre os dez primeiros, e com o decorrer do campeonato vamos ver as possibilidades", declarou.

Para melhorar individualmente e coletivamente, Lima terá como um dos adversários o estrelado Paris Saint-Germain, que contratou Daniel Alves e Neymar para a temporada 2017/2018. Porém, para o defensor, o possível temor pelo fortalecimento do oponente dá lugar à empolgação pela maior visibilidade que a competição terá.

"Achei maneiro. É muito bom para o campeonato. O primeiro a ser favorecido é o PSG, mas depois o campeonato fica mais visado. É sempre bom enfrentar jogadores de alto nível. Você se esforça mais e evolui", afirmou o jogador.

Se o posicionamento de Neymar impede um duelo direto com Lima, já que o atacante joga aberto pela esquerda e costuma ser marcado por laterais-direitos, o mesmo não pode ser dito sobre Daniel Alves. O confronto entre os brasileiros será uma das atrações dos duelos entre seus times.

"São jogadores que a gente sempre acompanhou. É um privilégio a gente poder disputar jogos contra esses jogadores. A gente sabe que é difícil pará-los, mas quem sabe a gente não está em um dia inspirado? É trabalhar e se preparar", projetou.

Nantes e PSG se enfrentam pela primeira vez na 13ª rodada do Francês, que acontece nos dias 18 e 19 de novembro. O fim de semana já está destacado na agenda de Lima.

Futebol