PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vuaden desabafa e pede árbitro de vídeo "para isso nunca mais acontecer"

Léo Pinheiro/Código19/Estadão Conteúdo
Imagem: Léo Pinheiro/Código19/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

28/07/2017 17h14

O árbitro Leandro Pedro Vuaden mostrou cansaço com a polêmica de uma suposta interferência externa na partida entre Santos e Flamengo pelas quartas de final da Copa do Brasil na última quarta-feira (28). Em entrevista ao "Esporte Interativo", o responsável por apitar o confronto desabafou e expressou o desejo que a videoarbitragem seja instalada logo, para evitar discussões como a que foi instalada nesta semana.

"Sabe o que eu espero? Que árbitro de vídeo seja aprovado logo, para isso nunca mais acontecer", declarou o árbitro. "Não quero mais passar por essa situação. Não quero passar por isso novamente, sei que estou sujeito, como árbitro de futebol. O replay e a televisão tem outros ângulos, mas não podemos aproveitar, quem sabe isso pode acontecer."

Ele lamentou o fato dos replays não estarem disponíveis para a análise da arbitragem em lances duvidosos como o do jogo entre Santos e Flamengo e garantiu: não tem problema em voltar atrás de uma decisão errada.

"Não existe isso, não consigo ficar olhando mil vezes como vocês para tomar uma decisão. Não tem como se fazer isso. Essa ferramenta ainda não está disponível para nós", comentou.

"Não tenho problema nenhum de voltar atrás, desde que eu esteja acertando. Não admito atribuir que houve interferência externa em minha decisão", reiterou.

Escalado para atuar na Série B do Campeonato Brasileiro neste fim de semana pela comissão de arbitragem da CBF, Vuaden não mostrou incômodo com a função.

"Sou um cara muito tranquilo, procuro desempenhar. Como empregado, vou sempre respeitar. Não tenho nenhum tipo de problema ou vaidade com isso. Só quero apitar futebol, independentemente da divisão", concluiu.

Oito maneiras em que o árbitro de vídeo pode mudar o futebol

UOL Esporte

Futebol