PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lesão de Pablo testa decisão da diretoria do Corinthians sobre zagueiros

Pedro Henrique voltará à titularidade após a saída de Pablo - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Pedro Henrique voltará à titularidade após a saída de Pablo Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

22/07/2017 04h00

O Corinthians terá de conviver nos próximos dias com a escassez de zagueiros no elenco depois de confirmada a ausência de Pablo por até seis semanas. Sem o defensor titular, resta a Fábio Carille apenas três jogadores para o setor. Tal cenário ocorre 11 dias depois de o treinador pedir a contratação de um atleta para a posição.

A direção corintiana, entretanto, descartou a possibilidade naquela oportunidade. O presidente Roberto de Andrade, em duas entrevistas concedidas na mesma semana, disse que não havia negociação com nenhum jogador, tanto para saídas ou chegadas.

Na avaliação de Carille, era preciso contar com mais um zagueiro no elenco antes mesmo do problema físico ocorrido com Pablo diante do Avaí. A necessidade, de acordo com ele, estava ligada ao fato de Vilson ainda se recuperar de uma artroscopia no joelho direito.

"Hoje eu quero um só, um zagueiro. Se não sair ninguém e puder trazer um jogador, quero um zagueiro. O certo é ter cinco zagueiros, mas o Vilson está com problema. Temos Pablo e Balbuena jogando e mais dois meninos, o Pedro Henrique e o Léo Santos", disse Carille no último dia 10.

No dia seguinte, em entrevista concedida ao lado de Roberto Andrade, o técnico voltou a mencionar a necessidade da contratação. Na ocasião, o comandante do Corinthians mencionou possíveis convocações de Balbuena e Léo Santos (para a seleção sub-20).

Apenas três opções

Depois de confirmada a lesão de Pablo, que desfalcará o Corinthians em até oito jogos, Carille tem apenas três zagueiros à disposição: os titulares Balbuena e Pedro Henrique, além de Léo Santos, atleta de 18 anos que entrou em campo duas vezes em 2017.

Se não for ao mercado atrás de um zagueiro, o cenário vai continuar o mesmo nas próximas semanas, pois Vilson não tem data prevista para o retorno. O zagueiro de 28 anos se recupera há mais de quatro meses.

"Ele está em processo de transição. Vamos esperar mais um tempinho para passar pra preparação física. Ele ainda sente um certo incômodo, uma dor, estamos tentando resolver isso", disse o médico corintiano Julio Stancati.

No começo do Campeonato Brasileiro, o clube tentou contratar dois zagueiros: Anderson Martins e Leandro Castan. A negociação, porém, não avançou - Anderson acertou com o Vasco nesta terça depois de conseguir a rescisão de contrato no Qatar.

Futebol