PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Insatisfeito com centroavantes, Santos busca novo camisa 9 no mercado

Ricardo Oliveira tem a pior média de gols entre os centroavantes do Santos em 2017 - Ricardo Moreira/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Ricardo Oliveira tem a pior média de gols entre os centroavantes do Santos em 2017 Imagem: Ricardo Moreira/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

30/06/2017 04h00

O Santos havia encerrado o ciclo de contratações há meses, mas a decepção com os seus centroavantes do elenco fez a diretoria se mexer. O UOL Esporte apurou que a cúpula alvinegra está no mercado do futebol em busca de um novo camisa 9.

Os nomes são mantidos em sigilo, mas já existem negociações em andamento. O presidente Modesto Roma e companhia tentam a contratação de um centroavante de expressão, que chegue com status de titular absoluto.

O técnico Levir Culpi, que não pediu nenhum reforço em sua chegada ao clube, apoiou a iniciativa da diretoria. Os três centroavantes do elenco santista não conseguem engrenar neste ano.

Ricardo Oliveira, titular absoluto nas duas últimas temporadas, vive um momento difícil. Em 2017, o camisa 9 já desfalcou o time por causa de caxumba, corte na orelha profundo, lesão no tornozelo e pneumonia. O atacante de 37 anos tem a pior média de gols entre os centroavantes do Santos. Até agora ele disputou 17 jogos e marcou apenas quatro gols, média de 0,23.

Kayke, o atual titular, vem logo em seguida. O camisa 11 disputou 21 jogos e marcou sete gols, média 0,33. A melhor média é de Rodrigão. O centroavante, que ainda não foi utilizado por Levir Culpi, disputou nove partidas e marcou quatro gols, média de 0,44.

Além dos centroavantes de origem, Bruno Henrique e Thiago Ribeiro já foram testados na função durante os jogos. Mesmo assim, a média deles também não anima comissão técnica e diretoria santista. O primeiro disputou 29 jogos e marcou seis gols, média 0,20. Já Thiago Ribeiro fez três gols em dez jogos, média de 0,30. 

Futebol