PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por fluxo de caixa, Coritiba oferece CT em penhora como garantia a Lincoln

Lincoln processa o Coritiba para receber cerca de 9 milhões por salários e imagem - DIVULGAÇÃO/CORITIBA
Lincoln processa o Coritiba para receber cerca de 9 milhões por salários e imagem Imagem: DIVULGAÇÃO/CORITIBA

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

28/06/2017 12h29

O ex-jogador Lincoln, que defendeu o Coritiba entre 2011 e 2013, penhorou o CT da Graciosa, centro de treinamentos do clube, como garantia de recebimento de uma dívida de quase R$ 9 milhões. A decisão pela penhora foi assinada pelo juiz do trabalho Rosiris Rodrigues de Almeida nesta terça, 27.

O CT entra em garantia por sugestão do próprio Coritiba, uma vez que a outra opção seria dar em garantia rendas como os recebimentos da TV ou rendas de bilheteria de jogo. O clube entrou com um recurso em relação ao valor da dívida. A principal questão são os direitos de imagem, cujo valor se aproxima de R$ 2 milhões.

Ação Lincoln - Reprodução - Reprodução
Decisão que penhorou CT da Graciosa em ação de Lincoln
Imagem: Reprodução

Com a camisa do Coritiba, Lincoln fez 77 jogos e marcou 8 gols. Sua passagem ficou marcada por uma lesão provocada no meia argentino Bottinelli após uma dura entrada em um treinamento, que ocasionou uma fratura no pé direito e que deixou o colega parado por seis meses.

Em 2013, Lincoln também penhorou o CT do Palmeiras, em moldes similares aos da ação do Coritiba.

Futebol