PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Neymar avisa Barça que prefere auxiliar técnico na vaga de Luis Enrique

Juan Carlos Unzué, auxiliar técnico do Barcelona - Albert Gea/Reuters
Juan Carlos Unzué, auxiliar técnico do Barcelona Imagem: Albert Gea/Reuters

João Henrique Marques

Do UOL, em Barcelona

04/05/2017 04h00

Neymar já se posicionou com relação ao substituto de Luis Enrique no comando do Barcelona na próxima temporada. O brasileiro não gosta da ideia de uma mudança de filosofia no trabalho atual e, por isso, quer que o atual auxiliar técnico, Juan Carlos Unzué, seja alçado ao cargo de treinador.

O UOL Esporte ouviu de pessoas próximas do jogador o interesse de Neymar. O pai, Neymar da Silva Santos, já conversou com dirigentes do Barcelona sobre o tema, comentando a vontade do jogador.

Para uma permanência de Luis Enrique, Neymar se faz indiferente. O brasileiro já teve problemas com o técnico por conta de excesso de substituições na temporada 2014/2015, treinos avaliados como cansativos e mais recentemente uma bronca no vestiário na derrota para Juventus por 3 a 0, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, em Turim - a queixa foi por descumprir funções defensivas na marcação a Daniel Alves e Cuadrado.

O relacionamento com Luis Enrique é de conversas apenas sobre o time. Já com Unzué há uma maior atenção por conta do perfil agregador do auxiliar técnico.

Unzué tem grande participação no trabalho de Luis Enrique. O técnico, por exemplo, já assumiu que o auxiliar é o responsável pelos treinamentos de bolas paradas do time. Ver Unzué na beira do gramado orientando os jogadores é cena comum.

Luis Enrique e seu auxiliar no Barcelona, Juan Carlos Unzue - Lluis Gene/AFP - Lluis Gene/AFP
Imagem: Lluis Gene/AFP

O posicionamento de Neymar é importante em momento de decisão no clube. Assim como o brasileiro, outros nomes influentes do elenco como Piqué e Iniesta ja se posicionaram a favor de Unzué.

O Barcelona tem na lista de prioridades para treinar o time os nomes de Ernesto Valverde, do Athletic de Bilbao, e Jorge Sampaolli, do Sevilla. No entanto, o forte apelo dos jogadores por Unzué deixou o cenário modificado.

"O Unzué conta com o respeito dos pesos pesados do time e sempre foi a imagem amável de Luis Enrique. É um entusiasta do Barça, e com muita vontade de assumir o cargo de técnico", comentou o repórter Dídac Peyret, do jornal esportivo catalão Sport.

"Só que após três anos de temporada são criados alguns hábitos, e nem sempre positivos. Há quem defenda que o time precise de uma sacudida importante após duas eliminações de Liga dos Campeões em quartas de final", lembrou Dídac.

Futebol