PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Capturado pelo Estado Islâmico, iraquiano chamado Messi tem trauma do nome

Kurdistan 24/Reprodução
Imagem: Kurdistan 24/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

25/04/2017 12h55

Fã de Messi, um iraquiano deu a seu filho o nome do craque argentino. Quando a criança tinha somente três anos, em 2014, toda a família foi capturada pelo Estado Islâmico na região de Sinjar, no norte do Iraque.

Resgatado e vivendo em um campo de refugiados na região de Dohuk, também localizada no norte do país, ele responde balançando a cabeça negativamente quando chamado pelo eu nome atualmente.

O motivo, segundo contou o pai ao canal Kurdistan 24, é a forma como o menino foi tratado enquanto mantido em cativeiro pelo grupo terrorista, que considerava Messi um nome infiel. As repreendas recorrentes traumatizaram o menino, que quase não fala e reage amedrontado quando seu nome real é dito.

De acordo com o canal iraquiano, Messi agora costuma brincar com uma arma de brinquedo. Antes, seu passatempo era jogar futebol.

Futebol