PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ídolo, Pachequinho tenta revanche e primeiro título pelo Coritiba

Ex-jogador, Pachequinho tenta primeiro título pelo clube, agora como técnico - Reprodução/Site do Coritiba FC
Ex-jogador, Pachequinho tenta primeiro título pelo clube, agora como técnico Imagem: Reprodução/Site do Coritiba FC

Napoleão de Almeida

Do UOL, em Curitiba (PR)

24/04/2017 18h54

Ainda no cargo como interino – mas já há 11 jogos comandando a equipe do Coritiba - Pachequinho, que como jogador foi ídolo do clube nos anos 90, chegará a sua primeira decisão como treinador. Também é a chance dele pela primeira vez erguer uma taça pelo clube que defendeu por sete anos entre 1990 e 1996.

“Para nós, o Campeonato Paranaense, desde a época em que eu jogava, sempre teve uma grande importância”, disse o técnico. Quando jogador, Pachequinho não conseguiu ser campeão pelo clube. Estava no elenco que perdeu a decisão de 1990 para o Atlético e depois assistiu a uma hegemonia do Paraná Clube entre 91 e 97, com um título do Londrina no meio (1992). Ele ainda vestiu as camisas de Atlético (97) e Paraná (98), mas não chegou a ser campeão estadual. Sua melhor campanha pelo Coxa foi o vice-campeonato da Série B em 1995, quando foi decisivo para o acesso nacional ao lado do então menino Alex.

Questionado sobre o peso do título, Pachequinho não bobeou: “Nós vamos tratar desta forma. Jogadores, comissão técnica, diretoria e clube só pensam neste objetivo que é a conquista do título. Vamos respirar esta decisão até o final”, disse.

A decisão contra o Atlético também é motivação. Foi contra o time B do Rubro-Negro que ele reestreou como técnico ao substituir Paulo Cézar Carpegiani. Perdeu por 0 a 2 na Arena da Baixada e ainda nos vestiários anunciou: “Uma coisa que me deixou muito feliz foi a conduta dos atletas depois no vestiário. Simplesmente deixaram o recado para o presidente [do Coxa, Rogério Bacellar] confiar que o Coritiba vai ser campeão”.

As finais começam no domingo, 30. O primeiro jogo será na Arena da Baixada. Por ter melhor campanha, o Coritiba fará o segundo jogo em casa, dia 7 de maio, no Couto Pereira. Não há vantagem por resultados iguais ou gol marcado fora de casa.

Futebol