PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Superintendente de futebol alega problemas particulares e deixa o Cruzeiro

Sérgio Rodrigues é contra mudança no estatuto que permite candidatura de Vicintin - Divulgação/Cruzeiro
Sérgio Rodrigues é contra mudança no estatuto que permite candidatura de Vicintin Imagem: Divulgação/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

22/03/2017 16h35

Por meio de um comunicado em seu site oficial, o Cruzeiro informou que o Sérgio Rodrigues não é mais o superintendente de futebol do clube. De acordo com a agremiação, o agora ex-diretor alegou problemas particulares em sua saída.

"O Cruzeiro Esporte Clube esclarece que, na manhã desta quarta-feira, o Superintendente de Futebol Profissional, Sérgio Santos Rodrigues, procurou o Presidente do Clube, Dr. Gilvan de Pinho Tavares, e o primeiro Vice-Presidente, Dr. José Francisco Lemos Filho, e entregou o seu cargo, alegando motivos particulares".

Vale lembrar que Sérgio Rodrigues já demonstrou publicamente seu apoio a Zezé Perrella na eleição para presidente do Cruzeiro. Na última segunda-feira, o advogado elaborou um manifesto contrário à mudança no estatuto do clube, que atualmente só permite conselheiros beneméritos e natos a se candidatarem ao cargo. O posicionamento diverge com a opinião de Gilvan de Pinho Tavares, que pretende fazer de Vicintin o seu sucessor. Se aprovada a mudança, o atual vice-presidente de futebol e associado conselheiro teria direito a disputar o pleito.

Conselheiro do Cruzeiro, Sérgio ocupava o cargo desde outubro de 2015. Antes disso, o advogado era um dos responsáveis pelo departamento jurídico e negócios internacionais do clube. O Cruzeiro já informou que, pelo menos por enquanto, o cargo de superintendente não será ocupado.

Futebol