PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Argentina é multada e Chile tem estádio vetado por homofobia de torcida

Argentina venceu por 3 a 0 contra a Colômbia - Eitan Abramovich/AFP Photo
Argentina venceu por 3 a 0 contra a Colômbia Imagem: Eitan Abramovich/AFP Photo

Do UOL, em São Paulo

19/12/2016 10h27

A Fifa mais uma vez repreendeu federações de futebol que tiveram cantos homofóbicos em suas partidas de futebol pelas Eliminatórias da Copa. Agora, a punição na América do Sul foi para a Argentina, Colômbia e Chile.

Segundo a entidade, a Argentina foi multada em 30 mil francos suíços (cerca de R$ 98 mil) por gritos homofóbicos no jogo contra a Colômbia, vencido pelos argentinos. Além disso, a Associação de Futebol Argentino (AFA) recebeu um alerta.

A punição para o Chile foi ainda maior. A seleção está proibida de jogar duas partidas no Estádio Nacional de Santiago também por homofobia e gritos ofensivos no jogo contra Uruguai. Além disso, a federação foi multada em 30 mil francos suíços (cerca de R$ 98 mil).

A Colômbia recebeu uma multa no valor de 25 mil francos suíços (aproximadamente R$ 82 mil) também por homofobia, contra o Chile.

A punição por homofobia também atingiu as Eliminatórias da Europa. A Grécia foi multada em 80 mil francos suíços (R$ 264 mil). Além das ofensas, a multa foi por objetos arremessados no gramado contra a Bielorrússia.

Estados Unidos, Panamá e Honduras também foram multados por homofobia.

Essa não é a primeira vez que a Fifa divulga uma série de punições por homofobia. A seleção brasileira, por exemplo, foi multada em duas rodadas pelo comportamento ofensivo de seus torcedores.

Futebol