PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Goleiro da Chapecoense escapou da morte por causa do aniversário

Marcelo Boeck era terceiro goleiro e pediu dispensa para comemorar aniversário - Divulgação/Site oficial da Chapecoense
Marcelo Boeck era terceiro goleiro e pediu dispensa para comemorar aniversário Imagem: Divulgação/Site oficial da Chapecoense

Do UOL, em Porto Alegre

29/11/2016 17h15

Marcelo Boeck escapou da morte ao lado dos colegas de Chapecoense. Terceiro goleiro, ele não estava no voo que terminou com a trágica queda na Colômbia. A permanência no Brasil ocorreu após pedido do próprio jogador, por conta de seu aniversário.

Natural de Vera Cruz, no interior do Rio Grande do Sul, Boeck completou 32 anos na última segunda-feira. O filho do jogador também nasceu na mesma data.

A coincidência, e a pouquíssima chance de atuar contra o Nacional de Medellín-COL, fizeram o jogador pedir a dispensa e ser atendido.

“O Marcelo pediu dispensa para não viajar. Ele faz aniversário juntamente com o filho, certamente foi por isso”, disse Antonio Araújo, empresário do jogador, à Rádio Renascença de Portugal. “Ele está no estádio com os demais familiares, em um momento de profunda tristeza”, completou.

Revelado pelo Internacional, Boeck fez carreira em Portugal. Lá, atuou no Marítimo entre 2007 e 2011 e depois fechou com o Sporting. Em fevereiro, ele trocou a Europa por Chapecó.

Futebol