PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Trégua ou saída? 'Caso Alex' tem novo episódio, mas está longe do fim

Alex renovou contrato com o Inter no ano passado e situação segue sem definição - Marinho Saldanha/UOL
Alex renovou contrato com o Inter no ano passado e situação segue sem definição Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

28/05/2016 06h00

Alex fica ou não no Inter? A situação do jogador parece distante do fim. Após uma postagem polêmica nas redes sociais na última semana e o interesse de dois clubes da Série A, o armador vive um dilema entre a trégua com o técnico Argel Fucks ou a porta da rua. 

"Para bom entendedor, meia palavra basta", escreveu Alex no espaço de legenda de uma imagem: "Elogie em público e corrija em particular. Um sábio orienta sem ofender e ensina sem humilhar", dizia a foto. 
 
Logo da postagem, na última terça-feira, Alex tratou de negar qualquer 'alfinetada' no técnico Argel Fucks, que havia criticado publicamente sua expulsão diante do São Paulo no jogo de domingo passado. 
 
O comandante apenas respondeu após a vitória diante do Sport, nesta quinta-feira. E o tom pode ser muito bem analisado como 'troca de farpas' com o meia. "Não era eu que teria que esclarecer isso. Não era eu. Até porque não tenho tempo para correr atrás de rede social. Trabalho pra caramba. Rede social passa longe de mim. Não tenho tempo", repetiu o treinador. 
 
Enquanto isso, dois clubes da Série A demonstraram interesse por ele. Botafogo e Atlético-MG tratam a contratação do jogador. Para os mineiros, Alex está na lista de alvos, mas não é prioridade. Foi o técnico Marcelo Oliveira que solicitou investida por ele. Já aos cariocas Alex soa como ótima alternativa e já havia sido tentado no início do ano. 
 
Proposta de trégua? 
 
O técnico Argel Fucks, ainda na mesma resposta sobre o 'caso do Instagram', pareceu oferecer uma trégua ao jogador. Segundo o comandante, apenas atuando o armador poderá recuperar o espaço perdido no time. 
 
"A condução do caso foi bem tranquila. Quando acabou o jogo em São Paulo, eu olhei no olho dele e falei que a expulsão tinha sido boba. Como foi a do Vitinho (contra o Juventude, na final do Gauchão). E os jogadores correram pelo Vitinho, como correram pelo Alex. Tanto que tomamos o gol de empate e não nos acomodamos. Agora, o tratamento de Alex e Vitinho é igual. Se houve punição ao Vitinho, houve ao Alex. Ele me conhece há muito tempo, falei isso para ele. É um jogador importante, que entrou bem no time e precisa só jogar bola", explicou Argel. 
 
A chance de nova oportunidade pode se refletir também pela ausência de Anderson. Lesionado, o meio-campista deve ficar ao menos mais 20 dias fora de atividade. 
 
A direção do Internacional diz não ter propostas oficiais por Alex e evita alimentar qualquer rumor sobre problemas internos entre ele e o técnico Argel. 
 
O Colorado volta a campo neste domingo para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, pelo Brasileiro. 
 

Futebol