PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Denis já pode assinar de graça com outro clube, mas SP negocia renovação

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

20/04/2016 06h00

Sucessor de Rogério Ceni tanto na função de goleiro como de capitão do São Paulo, Denis, 29, pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube e deixar o Morumbi de graça. Neste momento, o jogador cujo vínculo se encerra em 31 de agosto já está em situação desprotegida. Mas, segundo o São Paulo, as conversas pela renovação já começaram e estão perto de se concretizarem.

“Sim, a conversa tem acontecido. O Gustavo tem negociado com o Denis e seu representante e eu tenho muita esperança de que nós chegaremos a um acordo muito em breve”, falou o diretor de futebol Luiz Cunha, ao UOL Esporte, citando Gustavo Vieira de Oliveira, o executivo do departamento.

Segundo avaliação de outros membros do departamento de futebol do São Paulo, não há risco a se considerar de que Denis não renove. Quem convive com o goleiro afirma que ele tem manifestado regularmente o desejo de permanecer no clube. A situação atual, no entanto, coloca o São Paulo em posição delicada: se Denis for convencido por outro clube, sairá em 31 de agosto sem que o São Paulo receba qualquer indenização por sua transferência – como aconteceu na saída do volante Wesley, do Palmeiras para o São Paulo.

Apesar de ter recebido algumas críticas de parte da torcida recentemente, Denis é prestigiado tanto pela diretoria como pela atual comissão técnica do São Paulo. Pelos dirigentes, tem a fidelidade ao clube levada em consideração por ter esperado a aposentadoria de Rogério Ceni para brigar por uma vaga, e pelo técnico Edgardo Bauza é visto como atleta de perfil de liderança – ganhou do argentino a braçadeira de capitão, mesmo com a chegada do ídolo Diego Lugano.

Dentro do São Paulo, há vozes que pedem para que o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva e o diretor de futebol Luiz Cunha promovam a busca por um goleiro para competir por posição com Denis. Tais críticos estão mais no conselho deliberativo do clube do que propriamente na diretoria, em outros departamentos fora do futebol. A cúpula, no entanto, entende que até agora não há motivos para reforçar a posição.

Além de Denis, o São Paulo ainda conta com Renan Ribeiro, 26, que chegou a ser titular do Atlético-MG, chegou ao Morumbi no início de 2013 e só estreou dois anos depois, em 2015. A diretoria entende que não há razão para contratar um goleiro uma vez que já tem dois atletas de bom nível para competir internamente pela posição.

Futebol