PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Novo presidente da Fifa joga "pelada" e descarta mudar locais de Copas

Infantino (à esquerda) disputa lance com o ex-lateral espanhol Michel Salgado - Ennio Leanza/Keystone/AP
Infantino (à esquerda) disputa lance com o ex-lateral espanhol Michel Salgado Imagem: Ennio Leanza/Keystone/AP

Do UOL, em São Paulo

29/02/2016 14h28

O novo presidente da Fifa, Gianni Infantino, "estreou" no cargo com uma animada partida de futebol nesta segunda-feira. O dirigente, eleito na última sexta, bateu uma bola com ex-jogadores profissionais em Zurique, na sede da entidade, em seu primeiro dia útil na nova função.

Entre os convidados ilustres estavam nomes como Seedorf, Pirès, Cannavaro, Figo, Deco, Michel Salgado e Shevchenko.

Depois da brincadeira, o mandatário afirmou que as Copas do Mundo de 2018 e de 2022 não sairão de Rússia e Qatar, respectivamente.

As sedes das duas próximas Copas foram escolhidas em um polêmico processo de votação de 2010, que está sob investigação de autoridades suíças por supostos esquemas de propinas e compra de votos. Apesar disso, Infantino garantiu que a organização dos torneios seguirá normalmente.

No ano passado, aliás, o Comitê Executivo da Fifa decidiu que a Copa de 2022 será disputada nos meses de inverno, em novembro e dezembro, para fugir do calor do verão do Qatar.

Gianni Infantino com ex-jogadores - Arnd Wiegmann/Reuters - Arnd Wiegmann/Reuters
Infantino reuniu vários ex-jogadores para "partida celebratória" na Fifa
Imagem: Arnd Wiegmann/Reuters

Futebol