PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Real já gastou R$ 15 milhões em promessa que fez só 1 gol. Seca é de um ano

Odegaard já causou ciúme e teve problemas com Zidane - Jon Olav Nesvold/Reuters
Odegaard já causou ciúme e teve problemas com Zidane Imagem: Jon Olav Nesvold/Reuters

Do UOL, em São Paulo

27/02/2016 06h00

O Real Madrid apostou alto ao contratar o norueguês Martin Odegaard, na época com 16 anos. Foram cerca de R$ 9 milhões para comprá-lo, mais um salário mensal de 450 mil. Passados 14 meses, o saldo é desanimador: aproximadamente R$ 15 milhões investidos e só um gol marcado que já fez “aniversário” de um ano.

Meio-campista, Odegaard causou mais problemas que soluções até o momento. Seu alto salário gerou ciúme entre os demais jogadores do time B do Real, o Castilla. Na época, seu técnico era Zinedine Zidane, com quem também teve desavenças, segundo o diário As.

Por contrato, o meia pode treinar cinco dias por semana com a equipe principal e só se juntar ao time B para as partidas. O resultado foi um jogador perdido em campo, desentrosado, mas ainda alvo de muita expectativa. Por isso, ele é escalado com frequência.

No entanto, nem mesmo a ótima fase do Real Castilla depois da promoção de Zidane resultou em gols por parte de Odegaard. No último dia 21, seu único gol pelo clube completou um ano. Como tem só 17 anos, o norueguês faz parte dos planos a longo prazo da equipe merengue. Um empréstimo na próxima temporada é uma possibilidade real.

Assim como outros jovens contratados pelo clube, Odegaard tem chances de reforçar uma equipe profissional para ganhar experiência antes de voltar ao Santiago Bernabeu. A imprensa espanhola divulga que alguns clubes já demonstraram interesse. E Zidane, de acordo com jornais madrilenhos, será o último a se opor a uma saída do garoto que vale ouro e até agora pouco mostrou.

Futebol