PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco se recusa a fazer acordo com Juninho Pernambucano em audiência

Juninho Pernambucano cobra suposta dívida do período em que retornou ao Vasco  - Vanderlei Almeida/AFP
Juninho Pernambucano cobra suposta dívida do período em que retornou ao Vasco Imagem: Vanderlei Almeida/AFP

Bruno Braz e Dassler Marques

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/02/2016 16h21

Em audiência realizada na manhã desta segunda-feira no Rio de Janeiro, o Vasco novamente se recusou a fazer acordo com o ex-jogador e atual comentarista da TV Globo Juninho Pernambucano em relação a ação que o ídolo cruzmaltino move contra o clube.

Antes de ingressar com o processo, Juninho alegou no programa “Futebol de Verdade”, da Rádio Globo, que abdicaria do valor que cobra na Justiça – algo em torno de R$ 500 mil a R$ 700 mil – caso o Vasco se comprometesse a usar a quantia para a construção de um centro de treinamento.

Vice-presidente jurídico do clube, Paulo Reis confirmou a posição do Cruzmaltino de não fazer acordo com o ex-meia.

“O Vasco contestou a ação e não tem interesse em fazer acordo. Não há motivo para isso”, declarou ao UOL Esporte.

Reis ainda se mostrou intrigado com o fato de Juninho ter entrado com uma ação contra o Vasco já sob a gestão de Eurico Miranda para cobrar valores referentes a um contrato que assinou no período em que o presidente era Roberto Dinamite.

“Eu só estranhei que a ação é de um contrato que ele fez com o presidente antigo (Dinamite) e ele (Juninho) esperou para cobrar da gente. Ele esperou os últimos dias para entrar com uma ação contra o Vasco sobre um contrato que ele disse na época que jogaria de graça”, alfinetou o vice-presidente, lembrando que a ação esteve perto de expirar o prazo e “caducar”.

Juninho Pernambucano assinou um contrato, na época, de R$ 50 mil por jogo mais bonificações por metas. 

Uma nova audiência entre as partes está agendada para o início de abril.
 

Futebol