PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Giovanni Augusto usa Whatsapp para ajudar Corinthians na briga por Clayton

Giovanni Augusto enviou mensagem para Clayton, do Figueirense - Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Giovanni Augusto enviou mensagem para Clayton, do Figueirense Imagem: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

22/02/2016 17h59

Autor de gol do empate corintiano no último domingo e principal reforço de 2016, Giovanni Augusto já se sente integrado ao novo clube. A ponto de ter enviado uma mensagem via Whatsapp para Clayton, do Figueirense, com uma recomendação: entre o Atlético-MG e o Corinthians, escolha o segundo.

"Ficaria muito feliz se tudo desse certo e ele viesse para o nosso lado. É um amigo, conheço, jogamos juntos (em 2014, no Figueirense) e sei do potencial. Eu mandei uma mensagem para ele para explicar como funciona aqui. Espero que isso possa se resolver o mais rápido possível e tenha tudo certo", comentou Giovanni nesta segunda-feira.

Corinthians, Palmeiras e Atlético-MG apresentaram propostas para o Figueirense, que deve definir o destino de Clayton nas próximas horas. A maior probabilidade é de acerto com o clube mineiro, que tem dirigente em Florianópolis para oficializar a transferência. O que pode explicar o fato de que o atacante não respondeu a mensagem enviada por Giovanni.

"Quando você olha de fora, imagina muitas coisas. Hoje, aqui dentro, até conversei com o André sobre isso no quarto, porque ele é meu companheiro, a gente vê que todo mundo te deixa bastante à vontade. Não tem situações que acontecem em determinados clubes, bobagens que atrapalham o elenco", acrescentou o meia.

"Se você está no hotel pode ficar à vontade, pode usar chinelo, se sente em casa. Em outros clubes, tem esses detalhes, faziam picuinha, estressavam jogador e tiravam o foco. Você tomava multa se almoçasse de chinelo. Aqui estou surpreso com tudo o que acontece, quem olha de fora não sabe como é", comentou.

Futebol