PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-MG é acusado de machismo em apresentação de nova camisa

Modelos desfilam na apresentação da nova camisa do Atlético-MG - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Modelos desfilam na apresentação da nova camisa do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

16/02/2016 16h03

Os uniformes do Atlético-MG foram apresentados nessa segunda-feira, em cerimônia que aconteceu numa casa de eventos na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Responsável pela confecção de todo o material, a Dryworld Industrie comemora o sucesso da venda antecipada para os lojistas – 70 mil unidades segundo a própria empresa – mas ao mesmo tempo se viu envolvida numa grande polêmica.

O clube mineiro e a empresa canadense foram acusados de machismo por causa do desfile que apresentou toda a coleção 2016 do Atlético. O principal motivo de reclamação é a diferença de tratamento para os modelos femininos e masculinos. Enquanto os homens subiam na passarela com calções e calças, muitas mulheres apareceram usando apenas biquínis e a camisa de jogo.

Com a TV Galo fazendo a transmissão ao vivo do evento, ainda com o desfile em andamento já começou a bronca com as roupas das modelos.

Responsável por toda a organização do evento, o Atlético usa o exemplo dos anos anteriores como resposta. Há muitos os uniformes do clube são apresentados com desfile de modelos e com mulheres trajando biquínis.

“O Atlético respeita o direito democrático das pessoas de discordarem, mas isso não significa que temos que concordar com as críticas. Não houve excesso, nem atitude machista. Mas reforçamos o direito de críticas e elogios. Há quinze anos agimos dessa forma, e essa foi a festa mais elogiada. Não há porque mudar algo que vem dando certo há esse tempo”, explicou o diretor de comunicação do clube mineiro, Domênico Bhering.

O UOL Esporte também procurou a Dryworld, que entrou no mercado brasileiro nesta temporada. Além do Atlético, a empresa canadense já fechou com Goiás, Fluminense e Santa Cruz. Sobre a polêmica no desfile de apresentação dos uniformes atleticanos, o diretor executivo da Dryworld, Matheus Campagnolo, explicou como foi a participação da empresa.

“Quem organizou tudo foi o Galo. A gente entrou apenas com a parte financeira e com o material”, comentou o executivo, que lamentou também o grande volume de reclamações.

Mais polêmica

Não bastasse as reclamações nas redes sociais, uma imagem da camisa distribuída para a Dryworld aos jornalistas começou a circular no Facebook. Na parte de instruções de como lavar, a frase “Give it to your wife” (Dê à sua esposa) causou mais revolta. A camisa em questão fazia parte do Press Kit da Dryworld, sem qualquer alusão ao clube.

Futebol