PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos prepara lista de dispensas e reforços reprovados devem deixar clube

Nilson integra a lista de atletas que não ficarão na Vila Belmiro na temporada 2016 - Divulgação/SantosFC
Nilson integra a lista de atletas que não ficarão na Vila Belmiro na temporada 2016 Imagem: Divulgação/SantosFC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

13/11/2015 06h00

Apesar da grande fase na temporada, com direito a título estadual, classificação para a final da Copa do Brasil e quarta colocação no Campeonato Brasileiro, o Santos também possui uma lista de dispensas para a próxima temporada.

Segundo apurou o UOL Esporte, os jogadores que devem integrar a lista foram contratados pelo clube paulista neste ano, mas não foram aprovados pela comissão técnica. O zagueiro Werley puxa a fila, que ainda conta com o centroavante Nilson, o atacante Leandro, o meia Marquinhos, o lateral e meia Chiquinho e até o volante Valencia. Neto Berola será devolvido ao Atlético-MG após o término do Campeonato Paulista. 

A maioria foi contratada por empréstimo. Werley pertence ao Grêmio e encara grande rejeição da diretoria e de boa parte da torcida. O estopim para o defensor foi a rebeldia no clássico contra o Corinthians, quando o zagueiro demonstrou descontrole ao empurrar o quarto árbitro pelas costas.

Nilson, por sua vez, foi contratado após marcar dois gols pelo São Bento no Campeonato Paulista. O centroavante chegou para ser o substituto imediato de Ricardo Oliveira, mas chamou mais a atenção pelos gols perdidos e falta de habilidade. Foram 13 jogos e apenas um gol marcado.

A diretoria santista, inclusive, já busca um substituto para Ricardo Oliveira no mercado do futebol. O nome de Bruno Henrique, do Goiás, é o mais cotado para assumir a vaga.

Marquinhos, do Audax, assinou contrato até o final do ano, só disputou seis jogos, a maioria entrando no decorrer dos jogos, e não marcou nenhum gol. O meia foi reprovado no "teste" e não ficará para 2016.

Os atacantes Leandro e Neto Berola também foram reprovados, tanto que a diretoria santista já busca a contratação de mais dois atacantes de velocidade para a próxima temporada.

Leandro pertence ao Palmeiras e foi emprestado até o fim deste ano. Ele disputou 12 jogos e marcou um gol. O atacante é o único reforço que foi contratado por empréstimo sem a prioridade de compra. Como não agradou até o momento, a diretoria santista não pretende investir financeiramente para mantê-lo. A cúpula alvinegra tem outras prioridades, como a renovação de Marquinhos Gabriel, por exemplo. Neto Berola, por sua vez, ainda tem o Campeonato Paulista para ser avaliado, mas não agradou por enquanto.

Chiquinho, Valencia e Leonardo foram prejudicados por causa de lesões. Os dois primeiros tiveram um bom início de ano, enquanto o último quase não jogou.

Chiquinho foi titular da lateral esquerda na campanha do título paulista, mas sofreu uma grave lesão muscular e, quando se recuperou, não conseguiu retomar a posição assumida por Zé Carlos, o Zeca. Valencia também foi titular no Paulistão. Ele foi convocado para defender a Colômbia na Copa América, mas sofreu uma lesão ligamentar no joelho durante a competição. Da lista de possíveis dispensáveis, o colombiano é quem tem mais chances de permanecer.

Diretoria também acertou bastante com reforços

Vale ressaltar que a diretoria santista acertou bastante em relação aos reforços. Os casos de Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel são os principais exemplos. A dupla chegou desvalorizada, sem mercado, mas o clube paulista acreditou e investiu nos atletas. O resultado é notório dentro de campo.

Após ser artilheiro do Campeonato Paulista, Ricardo Oliveira repetiu a dose e é o artilheiro disparado do Campeonato Brasileiro. Marquinhos Gabriel, por sua vez, virou alvo de vários clubes brasileiros. O próprio Santos trata como prioridade a renovação do meia, que pertence ao Al-Nassr, da Arábia Saudita, e está emprestado até o fim do ano.

O goleiro Vanderlei também integra a lista de reforços que foram aprovados em 2015. O diretor de futebol, Dagoberto Santos, inclusive, foi pressionado por conselheiros pela contratação do goleiro. Muitos acreditavam que Vladimir deveria ser mantido no gol e que a chegada de outro goleiro não era necessária.

A diretoria do Santos negou a lista de dispensas e a possível saída dos atletas. "A diretoria do Santos FC nega e repudia a desinformação da existência de uma suposta lista de dispensa, assim como outros assuntos ligados a possíveis contratações. A diretoria do Santos FC está acostumada a lidar com questões que pretendem conturbar o ambiente em momentos decisivos, ou seja, time e diretoria estão concentrados apenas na decisão da Copa do Brasil e na reta final do Campeonato Brasileiro, competições que podem devolver ao Santos o direito de disputar a Taça Libertadores da América após três anos. Os dirigentes Alvinegros sempre foram claros no que diz respeito a união de todos que trabalham para levar o Santos a metas inimagináveis (por muitos e não por nós) para este ano. Lembramos ainda que diretoria, comissão técnica e atletas profissionais vivem inabalável clima de harmonia e confiança no trabalho apresentado nesta temporada. Os dirigentes do Santos FC exigem serem consultados em questões como estas. Mas, não foram procurados para falar sobre o assunto e se colocam a disposição para tirar e esclarecer quaisquer dúvidas, como sempre foi desde o início desta gestão, com todos profissionais da imprensa. A informação mentirosa, maldosa, com intenção excusa, deveria ser repudiada até por este órgão, mas, que prefere o sensacionalismo barato", afirmou o presidente Modesto Roma.
 

Futebol