PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cech oficializa acerto com o Arsenal e ganha homenagem do Chelsea

Do UOL, em São Paulo

29/06/2015 11h52

Nesta segunda-feira foi concretizada a contratação do goleiro Petr Cech pelo Arsenal. O clube londrino celebrou a chegada de seu novo jogador com fotos nas redes sociais. Aos 33 anos de idade, o tcheco passou os últimos 11 anos defendendo as cores do rival Chelsea, clube pelo qual disputou mais de 400 partidas e venceu a premiação de melhor goleiro do Campeonato Inglês em três oportunidades.

"Estou empolgado em me juntar ao time do Arsenal e mal posso esperar pela pré-temporada. Tenho a mesma empolgação e a mesma motivação que ei tinha no começo de minha carreira. Adoro o desafio que tenho quando enfrento os principais jogadores da Premier League. Quando Arsène Wenger conversou comigo sobre as ambições dele para o clube, e como ele me via parte integrante do time, a decisão ficou fácil", disse o goleiro.

"Petr Cech é um jogador que eu admiro há muito tempo, e estou muito feliz que ele aceitou se juntar a nós. Ele provou durante várias temporadas que é um dos melhores goleiros do mundo, e vai acrescentar muito ao nosso elenco", disse o técnico Arsène Wenger.

Cech já fez exames médicos e espera agora pela pré-temporada para treinar com seus novos companheiros. Ainda não foi revelado o número que ele utilizará no Arsenal, mas isso deve ser divulgado em breve.

O goleiro já foi eleito sete vezes o melhor jogador de futebol do país, estreando pela seleção nacional em 2002. Ele já soma 114 partidas pela República Tcheca, quatro a menos do que Karel Poborsky, o recordistas de aparições pela seleção.

Depois de tanto tempo no Chelsea, o clube fez um grande agradecimento ao goleiro em seu site e redes sociais, publicando um longo texto lembrando dos grandes momentos da carreira de Cech. "Obrigado pelas memórias, Grande Pete, uma lenda verdadeira do Chelsea", escreveu o clube. O goleiro também fez um texto em agradecimento ao clube e aos fãs. “Pensei que isso nunca aconteceria, mas chegou minha hora de dizer adeus ao Chelsea”, disse o tcheco.

Futebol