PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Portugal tem C. Ronaldo discreto, leva golaço, mas vence e lidera grupo

Do UOL, em São Paulo

29/03/2015 17h37

Depois de conquistar seus seis primeiros pontos nas Eliminatórias da Eurocopa 2016 apenas com gols de seu maior craque, Cristiano Ronaldo, Portugal bateu a Sérvia, neste domingo, superando a dependência do camisa 7 do Real Madrid, que foi bastante caçado e teve atuação discreta. Ricardo Carvalho e Coentrão foram os responsáveis por quebrar a hegemonia do astro na artilharia. O time da península Ibérica saiu na frente com Carvalho, tomou o empate com um golaço de meia-bicicleta, mas fez valer seu favoritismo, tomando a liderança do Grupo I.

Com o resultado, Portugal é líder do Grupo I da competição, com nove pontos em quatro partidas. Dinamarca e Albânia aparecem atrás, com sete. O próximo compromisso da equipe de CR7 é só em junho. O time atuará fora de casa, contra a Armênia, lanterna do grupo, com 1 ponto.

Fases do jogo:  Bastaram dez minutos para os donos da casa comprovarem o favoritismo. Depois de um começo com Portugal mais ofensivo, mas ainda sem grandes ameaças, a equipe da casa marcou quando o cronômetro cravou dez minutos. Coentrão cruzou da direita, e Ricardo Carvalho cabeceou com muita precisão, já deixando os visitantes sob pressão de se abrir para buscar o resultado.

Bastou o gol acontecer, e foi isso que ocorreu. A Sérvia apertou o ritmo e passou a dominar a posse de bola nos minutos seguintes, mas sem finalizar com perigo. Durou pouco a pressão.

Curiosamente, Ricardo Carvalho foi substituído momentos depois de marcar, deixando o campo para dar lugar a José Fonte, por conta de problemas físicas, aos 14 minutos. Cristiano Ronaldo ficou perto de marcar aos 28 minutos, com um belo chute de fora da área, mas o goleiro salvou.

O segundo tempo começou na mesma toada, com o jogo um pouco mais lento. A Sérvia sofreu muito com a boa marcação portuguesa, tendo extrema dificuldade em criar chances reais de jogo. Mitrovic teve a melhor oportunidade, aos 52 minutos. Moutinho havia ficado no chão após um pisão, mas não houve fair play; no contra-ataque, o jogador perdeu grande chance de marcar de cabeça.

Cristiano Ronaldo apresentou muitas dificuldades de soltar seu jogo. Algumas jogadas em velocidade acabaram em passe errado ou com a zaga rival agindo. Muitas vezes, foram as faltas fortes que minaram o jogador do Real Madrid, que pareceu passar mais tempo sentado no gramado que criando jogadas.

O jogo mudou de figura aos 15 minutos. Depois da cobrança de escanteio, Matic marcou um golaço. Ele acertou uma meia-bicicleta que foi indefensável para Rui Patricio. Mas, a festa sérvia durou muito pouco. Aos 18 minutos, um cruzamento rasteiro de João Moutinho em uma jogada de velocidade encontrou Coentrão na segunda trave, e ele não bobeou, colocando Portugal na frente novamente.

A Sérvia ainda teve algumas boas chances, mas não foi suficiente para um Portugal novamente ajeitado – um time que quando está focado, mostrou um jogo coletivo forte, e que já depende menos de sua principal estrela. Cristiano Ronaldo teve sua última participação notável ao levar falta dura de Djuricic, que levou cartão amarelo. Na cobrança de falta, bateu direto na barreira.

O melhor: Coentrão. Apesar de um desentendimento e cartão amarelo no primeiro tempo com Ljajic, fez o gol decisivo da partida e foi um dos jogadores mais ativos em campo.

O pior: Cristiano Ronaldo. Para o que se espera do craque, sua atuação foi muito abaixo da média. Caçado, não conseguiu fugir das faltas e acabou no chão até sem o árbitro apitar. O lado positivo foi comprovar a independência de Portugal para vencer.

Chave do jogo: O gol de Coentrão logo após o empate da Sérvia foi fundamental para Portugal seguir controlando as rédeas do jogo, não permitindo aos visitantes reagir e garantindo a importante vitória do time no Estádio da Luz

Para lembrar: Ricardo Carvalho foi o primeiro jogador a marcar por Portugal na competição, além de Cristiano Ronaldo. O astro do Real Madrid marcou duas vezes pela seleção de seu país, um gol em cada uma das duas vitórias anteriores a este jogo contra a Sérvia. O confronto teve um momento de tensão, com Ljajic e Coentrão iniciando uma briga, o que lembrou outro duelo entre os times, em 2007, quando Felipão agrediu Dragutinovic.

Portugal 2 X 1 Sérvia

Local: Estádio da Luz, em Lisboa (Portugal))
Árbitro: Gianluca Rocchi
Auxilares: Gianluca Cariolato e Elenito Di Liberatore
Cartões amarelos: Matic, Kolarov, Djuricic, Tosic e Ljajic (Sérvia), Coentrão e Moutinho (Portugal)
Gols: Ricardo Carvalho (Portugal), aos 10min do primeiro tempo, Matic (Sérvia), aos 15min do segundo tempo, Coentrão (Portugal), aos 18min do segundo tempo

Portugal
Rui Patricio, Bruno Alves, Ricardo Carvalho (José Fonte), Jose Bosingwa, Eliseu, Coentrão (Quaresma), João Moutinho, Tiago, Cristiano Ronaldo, Danny (William Carvalho), Nani
Técnico: Fernando Santos

Sérvia
Stojkovic, Nastasic, Ivanovic, Koralov, Basta, Petrovic, Tadic (Tosic), Matic, Markovic (Djuricic), Ljajic (Mitrovic), Mitrovic
Técnico: Radovan Curcic

Futebol