PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com Neymar e Messi sumidos, Real Madrid leva Copa do Rei mesmo sem CR7

Do UOL, em São Paulo

16/04/2014 18h21

Barcelona e Real Madrid se enfrentaram três vezes na temporada, e o Barcelona venceu duas. Porém, na única decisão, deu Real: 2 a 1, nesta quarta-feira, para conquistar a Copa do Rei. A crise no Barça, assim, aumenta: eliminados da Liga dos Campeões e em 3° no Campeonato Espanhol, o time vê suas chances de título no 1° semestre de 2014 quase terminarem.

Messi e Neymar, de novo titulares no comando do ataque, foram mal e pouco produziram. Neymar novamente foi escalado pela direita, enquanto Fábregas ficou na esquerda do ataque. Assim, o Real, mesmo sem Cristiano Ronaldo, poupado por lesão no joelho, conseguiu levantar sua 19ª taça da Copa do Rei, jogando basicamente na base dos contra-ataques.

A crise no Barcelona aumenta. É o terceiro jogo seguido sem vitória: derrota e eliminação na Liga dos Campeões para o Atlético de Madri (1 a 0); derrota para o Granada por 1 a 0, no Campeonato Espanhol (queda para 3° no Campeonato Espanhol); e, agora, vice na Copa do Rei.

Juntos, Neymar e Messi pouco produziram. Fábregas foi o pior do trio de ataque e o 1° a sair, aos 15 minutos do 2° tempo. Nesse momento, Neymar finalmente foi para o lado esquerdo do Barça, como pediu Luiz Felipe Scolari. Mesmo assim, em seu 1° lance, 'furou' ao tentar dominar passe de Xavi. A entrada de Pedro pela direita não ajudou ao brasileiro e ao argentino, que praticamente assistiram aos companheiros cruzarem bolas na área, bem diferente do Barça dos últimos anos.

Neymar e Messi pouco criam; os lances da dupla:

  • AFP Photo/Dani Pozo

    2 min.: Neymar leva falta dura

    Neymar, pela direita, tenta a primeira jogada de ataque. Isco para o brasileiro com falta dura e leva amarelo. Neymar reclama bastante.

  • EFE/Alberto Estévez

    16 min.: Confusão de Neymar com Coentrão e Pepe

    Neymar cai na área, mas árbitro manda seguir. Primeiro, o brasileiro discute com Pepe e leva puxão na orelha. Depois, chega a dar leve cabeçada em Coentrão, que responde com "careta". Neymar e Pepe levam cartão amarelo.

  • AFP Photo/Dani Pozo

    41 min.: Messi quase marca

    Cruzamento vem da esquerda do ataque do Barça. Neymar ajeita para trás e, da meia-lua, Messi chuta fraco, mas bem colocado. A bola passa raspando a trave de Casillas.

  • Reuters/Heino Kalis

    18 min./2° t: A furada

    Neymar recebe passe de Xavi um minuto após ser deslocado para a esquerda, com a entrada de Pedro. O brasileiro, porém, fura ao tentar o domínio.

  • AP Photo/Alberto Saiz

    44 min./2° t: Neymar, na trave

    Neymar, na última chance do Barça de levar o jogo para a prorrogação, acerta a trave de Casillas. O goleiro espanhol dá um beijinho no poste.

Assim, o nome do jogo acabou sendo o do galês Gareth Bale. Foi Di Maria quem abriu o placar, aos 10 minutos de jogo, em contra-ataque. Mas foi Bale quem mais produziu, com pelo menos três chutes perigosos, e quem fez o gol do título.

Aos 39 minutos - 13 após o Barcelona empatar, de cabeça, com Bartra, após escanteio -, Bale pegou a bola ainda no campo do Real. Colocou na corrida contra Bartra, fez uma incrível ultrapassagem por fora do campo e entrou na área. Esperou Pinto se ajoelhar e tocou entre as pernas do goleiro.

Alexis Sanchéz ainda entrou em campo, no lugar de Bartra, para aumentar o poderio ofensivo do Barça. Porém, só Neymar teve boa chance, ao acertar a trave de Casillas. Não foi o suficiente, e o Real deixou o gramado do estádio Mestalla, em Valencia, com 4 a 3 de vantagem em finais de Copas do Rei contra o Barcelona.

Futebol