PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Morumbi é antiquado e precisa ser dinamitado", diz vice corintiano

Do UOL, em São Paulo

12/04/2014 16h57

O vice-presidente do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg, foi bastante contundente ao criticar o Morumbi, casa do São Paulo. As declarações foram dadas em entrevista à Rádio Globo, como resposta a alfinetadas do candidato à presidência do rival Carlos Miguel Aidar, ao Itaquerão e à gestão do clube do Parque São Jorge.

“Eu sou democrático, acho que até os pobres de espírito têm direito de visitar um grande estádio, e de saber como seria bom se não tivessem construído aquele negocio lá (Morumbi), antiquado, que precisa ser dinamitado e reconstruído”, disparou.

Aidar havia dito que o Itaquerão não pertence ao Corinthians, e costuma se referir à arena como “estádio da Odebrecht” quando fala sobre o assunto. Também chegou a dizer que o estádio é mal localizado, e longe demais para os paulistanos. Rosenberg respondeu.

“É uma postura arrogante, elitista, mas que não deveria surpreender ninguém. Essa preocupação do São Paulo em mostrar que a gestão do Corinthians não é tão boa? Se a gente ver o que cada clube recebeu em receitas nos últimos cinco anos,  e o que cada clube conquistou de títulos nos últimos cinco anos, percebe porque os dinossauros ficaram tão alvoroçados”, disse.

Atualmente, ambos os clubes enfrentam dificuldades com suas arenas. No São Paulo, Aidar, favorito para vencer as eleições presidenciais no dia 16, terá a missão de aprovar o projeto de cobertura do estádio. Já o Corinthians vê o Itaquerão sendo alvo de pressão: os dois acidentes que resultaram na morte de três operários atrasaram muito as obras, e a Fifa está preocupada com a conclusão para a abertura da Copa do Mundo.

Futebol