PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos atrasa direitos de imagem e aguarda cotas de TV para quitar dívida

Santos confirma atraso nos direitos de imagem, mas alega que possui outras receitas para resolver problema - Divulgação/Santos FC
Santos confirma atraso nos direitos de imagem, mas alega que possui outras receitas para resolver problema Imagem: Divulgação/Santos FC

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

08/04/2014 06h00

O Santos está com os direitos de imagem dos atletas atrasados em plena final de Campeonato Paulista. O clube ainda não pagou o valor correspondente de fevereiro, que venceu em março, e aguarda o adiantamento da receita das cotas de televisão de 2015, da TV Globo, para quitar a dívida. O montante deve pagar dois meses de direitos de imagem, já que o ordenado do mês de março vence no próximo dia 15.

O Santos pagará o salário CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) dos funcionários e jogadores nesta terça-feira. No entanto, a diretoria aguarda dois bancos liberarem a verba da televisão para quitar a dívida principal. O clube pediu inicialmente R$ 15 milhões, mas o valor total da receita chega a R$ 53 milhões

O Santos foi informado pelos bancos que a linha de crédito já está autorizada, mas a emissora de televisão responsável pela receita precisa enviar uma carta de anuência e assinar alguns documentos para liberar a verba.

A folha de pagamento mensal do Santos, somando os atletas, gira em torno de R$ 10 milhões, dependendo do mês. Isso porque existem acordos e parcelamentos de luvas com jogadores em alguns meses do ano. Contabilizando somente os atletas, o Santos não paga menos de R$ 6 milhões por mês em direitos de imagem.

A folha de funcionários, somando o pagamento da CLT dos atletas, custa cerca de R$ 3,5 milhões por mês ao clube. Com os patrocínios pontuais conquistados na reta final do Campeonato Paulista, o Santos mantém em dia os pagamentos.

Segundo assessoria de imprensa do Santos, os direitos de imagem dos atletas estão atrasados por alguns dias, mas deve ser quitado ainda nesta semana. O clube só alega que não aguarda o dinheiro da televisão para quitar a dívida, pois prevê outras receitas para resolver o problema. A diretoria santista ainda fez questão de lembrar que o clube paulista é um dos bons exemplos do futebol brasileiro quando o assunto é pagamento em dia de salários aos atletas.

A antecipação de receita da televisão de 2015 foi aprovada em sessão ordinária no Conselho Deliberativo do Santos no final do mês passado justamente para não atrasar salários e direitos de imagens dos jogadores.

Na ocasião, a votação gerou polêmica entre os conselheiros, pois o clube terá eleições em dezembro e a antecipação gera perda de receita da futura administração.

Sem a aprovação do Conselho Deliberativo, o Santos não podia antecipar a verba da televisão, pois é proibido por estatuto comprometer receitas superior ao mandato da atual diretoria em beneficio de sua gestão.

Futebol