PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras tem 18 dias sem jogo. O que o time vai fazer até lá?

Do UOL, em São Paulo

03/04/2014 06h01

O Palmeiras passou do Vilhena depois de suar e ver até sua trave ser tocada na última quarta-feira no Estádio do Pacaembu. No fim, o placar de 2 a 0 classificou a equipe do Palestra Itália para a segunda fase da Copa do Brasil e trouxe paz aos 18 dias de paralisação até a próxima vez em que a bola rola. O que o time vai fazer até a estreia do Campeonato Brasileiro, diante do Criciúma, fora de casa?

Planejamento. Serão quase três semanas para que Gilson Kleina e comissão técnica façam análises e peçam nomes para completar o elenco para o restante do centenário. Resta saber se Paulo Nobre e sua diretoria aceitarão as indicações.

O mais óbvio de tudo, para o treinador, é a lateral direita. A carência para a posição ficou evidente justamente no momento mais crucial, na fase final do Campeonato Paulista. Com o titular, Wendel, e seu reserva imediato, Bruno Oliveira, machucados, sobrou para o treinador usar Tiago Alves e Serginho na posição. Não deu tão certo.

"É óbvio que vamos precisar de um lateral direito. Vocês viram nos últimos jogos", disse Kleina.

Mas mais do que a lateral direita, o treinador reconhece que precisará trabalhar bastante em cima das dificuldades expostas nestes três primeiros meses de trabalho. Um reserva para Alan Kardec e um nome que chegue para assumir a titularidade do ataque ao lado do artilheiro. Essas são as prioridades.

O nome comentado na última coletiva de imprensa foi de Douglas Tanque, hoje no Penapolense. Ele impressiona Kleina desde os tempos de Guaratinguetá, no ano passado. Seu contrato com o Corinthians acaba no próximo dia 19 ele ficará livre para assinar com uma nova equipe.

O dinheiro, no entanto, é curto. O comandante sabe disso e reconhece que também precisará trabalhar com o que já tem no elenco e até com os jogadores que voltam de empréstimo, como Deola e Bruno Dybal, por exemplo.

O ponto fundamental para ele, enquanto não conta com reforços, é recuperar os que já estão na Academia de Futebol.

Em qual setor o Palmeiras precisa de reforço?

Resultado parcial

Total de 14282 votos
10,57%
32,71%
4,78%
10,94%
12,41%
28,58%
Total de 14282 votos

"Agora, vamos lapidar. A reunião que vamos ter amanhã (quinta-feira) é para recuperar todos os atletas até o Brasileiro, exceto os de lesão grave. Vamos dar o tempo necessário a todos. Temos de voltar a ter a equipe competitiva. A gente sempre pede tempo para trabalhar e agora vamos ter. Vamos dar só as folgas que é justa e vamos trabalhar duro. A palavra chave agora é zerar, deixar a equipe rápida, dinâmica para atingir os objetivos", disse o comandante.

O trabalho para isso será longo. No departamento médico atualmente estão Valdivia, Wesley, Juninho, Alan Kardec, Fernando Prass, Thiago Martins, Diogo, Wendel, Bruno Oliveira e França. Quase todos já entraram como titulares em 2014. “Se tivermos que aumentar o tratamento, é a hora”, decretou Kleina.

Além do Criciúma, antes da pausa para a Copa do Mundo, o Palmeiras enfrentará Fluminense, Flamengo, Goiás, Vitória, Figueirense, Chapecoense, Botafogo e Grêmio. São 27 pontos em jogo.

“O início é fundamental até a primeira parada. Nosso nível técnico precisará se manter alto e vamos fazer tudo para estrear bem. Precisamos estudar bastante o planejamento agora”, finalizou Kleina.
 

Futebol