PUBLICIDADE
Topo

Futebol

SP espalha comunicado de organizada contra oposição via Sócio Torcedor e revolta sócios

Cunha foi alvo de ataques da organizada em email reproduzido pelo programa do ST - Rodrigo Capote/Folhapress
Cunha foi alvo de ataques da organizada em email reproduzido pelo programa do ST Imagem: Rodrigo Capote/Folhapress

Mauricio Duarte e Renan Prates

Do UOL, em São Paulo

22/07/2013 16h55

O São Paulo reproduziu no mailing do sócio-torcedor o comunicado oficial da Torcida Independente repudiando a candidatura de Marco Aurelio Cunha, principal nome de oposição ao presidente Juvenal Juvêncio. O UOL Esporte teve acesso ao conteúdo da mensagem, que revoltou alguns associados. Dois deles informaram via Twitter que pretendem deixar o quadro de sócios por causa deste acontecimento.

Em contato com a reportagem, a assessoria de comunicação do clube afirmou que está averiguando o que aconteceu. Eles não souberam informar se o e-mail foi disparado por um funcionário do clube ou se a conta foi alvo de um hacker. Até o final do dia uma nota oficial deve ser divulgada para esclarecer o ocorrido.

O fato causa constrangimento na cúpula tricolor, já que é fato notório que a diretoria quer manter uma imagem separada da torcida organizada. Sempre que questionados, eles dizem que não há uma relação mais estreita entre ambos. Replicar uma nota da organizada de cunho político contraria essa versão, caso o disparo tenha sido feito realmente de dentro do São Paulo.

JUVENAL BATE BOCA COM OS TORCEDORES DO SÃO PAULO; ASSISTA

A mensagem enviada aos sócio-torcedores é exatamente igual ao que foi publicado no site oficial da Independente, inclusive com o link para o vídeo em que Marco Aurélio aparece cantando o hino do Santos.

Em breve contato com a reportagem via mensagem de texto, Marco Aurélio Cunha disse que não soube do fato e não se mostrou preocupado com os ataques disparados contra a sua candidatura. Via Twitter, ele emitiu a seguinte mensagem: "Recebi vários contatos sobre o S.T divulgar opinião de Diretoria da Independente tentando me desqualificar. Ridículo, todos sabem minha trajetória".

Depois de exposto o caso, a assessoria de imprensa do São Paulo confirmou que o envio da mensagem foi um equívoco de um funcionário do clube e não representa a opinião da atual gestão. As medidas cabíveis serão tomadas e um e-mail de esclarecimento divulgado aos sócio-torcedores.

Na tarde desta segunda-feira, o presidente Juvenal Juvêncio, bem como Adalberto Baptista, diretor de futebol e principal alvo da oposição tricolor, estiveram presentes no CT da Barra Funda, onde os reservas do time fizeram um jogo-treino contra o Audax. Nenhum dos dois falou com a imprensa.

Futebol