PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Teixeira é internado com dores abdominais e passará noite em hospital do Rio

Ricardo Teixeira foi internado em hospital no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro - EFE/ Antonio Lacerda
Ricardo Teixeira foi internado em hospital no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro Imagem: EFE/ Antonio Lacerda

Thales Calipo e Ricardo Perrone

Em São Paulo*

29/09/2011 21h44

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL), Ricardo Teixeira, deu entrada nesta quinta-feira na emergência do hospital Pró-Cardíaco, no bairro de Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, com dores abdominais. O dirigente está em observação e ficará internado no local por pelo menos 48 horas.

      THE ECONOMIST CRITICA TEIXEIRA

  • Sede da Copa do Mundo 2014, o Brasil recebeu atenção da revista The Economist. Com relatos sobre as investigações de corrupção que Ricardo Teixeira enfrenta, a publicação comentou sobre o início de trabalho complicado para que o país receba a competição.

    O dirigente é criticado pelas 'manchas' acumuladas ao longo dos anos e pelos “gols contra” que comete, o que poderá atrapalhar o Brasil no objetivo de melhorar a sua imagem com a Copa.

A assessoria de imprensa do hospital confirmou que o dirigente chegou caminhando normalmente ao local, por volta das 17h20. Teixeira passa por uma bateria de exames e foi atendido por seu cardiologista, Jorge Castro y Peres. De acordo com o Sportv, o presidente da CBF apresenta quadro de diverticulite, processo inflamatório no intestino grosso.

Procurada pela reportagem, a assessoria da CBF ainda não retornou as ligações.

Ricardo Teixeira tem um histórico de problemas cardíacos, possui dois stents (tubo perfurado que auxilia o fluxo sanguíneo nas artérias) e, inclusive, se consultava com o cardiologista e ex-presidente do Fluminense, Roberto Horcades.

O relacionamento entre os dois, no entanto, ficou estremecido após o mandatário do time carioca não votar em Kleber Leite, preferido do presidente da CBF, para o comando do Clube dos 13. Dias depois, Horcades tomou conhecimento através de jornais que não era mais o médico de Teixeira e ficou magoado.

Figura controversa do futebol brasileiro, Ricardo Teixeira já foi alvo de uma CPI e, recentemente, teve seu nome envolvido em uma denúncia de recebimento de propinas, acusação feita pela BBC.

ENTENDA O QUE É A DIVERTICULITE

A diverticulite ocorre quando pequenas bolsas do cólon ficam inflamadas ou infeccionadas, o que pode provocar constipação ou diarréia, gases, dores abdominais, febre, além de muco e sangue nas fezes.

Leia mais sobre a diverticulite e seus tratamentos

O dirigente contra-atacou seus críticos e, em uma entrevista à revista Piauí, usou termos chulos e prometeu se vingar, principalmente dos meios de comunicação que denunciavam seus atos, lista esta que inclui o UOL.

“Em 2014, posso fazer a maldade que for. A maldade mais elástica, mais impensável, mais maquiavélica. Não dar credencial, proibir acesso, mudar horário de jogo. E sabe o que vai acontecer? Nada. Sabe por quê? Por que eu saio em 2015. E aí, acabou”, disse à publicação.

A partir daí, Teixeira caiu em desgraça junto à opinião pública e passou a conviver com pedidos para que deixasse o comando da CBF. Inicialmente recluso às redes sociais, o movimento “Fora Teixeira” ganhou às ruas timidamente, chegando até a ganhar o apoio dos torcedores durante partidas do atual Campeonato Brasileiro.

* Atualizada à 0h15.

Protestos contra Ricardo Teixeira
Veja Álbum de fotos

Esporte