PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Nem Usain Bolt pegaria Alexandre Pato', diz Pep Guardiola, sobre gol do brasileiro

Alexandre Pato toca a bola entre as pernas do goleiro Victor Valdés, do Barcelona - REUTERS/Gustau Nacarino
Alexandre Pato toca a bola entre as pernas do goleiro Victor Valdés, do Barcelona Imagem: REUTERS/Gustau Nacarino

Das agências internacionais

Em Barcelona (Espanha)

14/09/2011 07h20

A arrancada do atacante Alexandre Pato, do Milan, logo aos 24 segundos do jogo para marcar o primeiro gol do empate por 2 a 2 contra o Barcelona, na terça-feira, pela Liga dos Campeões, impressionou Pep Guardiola, técnico da equipe espanhola. Para ele, nem mesmo o recordista mundial dos 100m livre, Usain Bolt (JAM), seria capaz de pegar o brasileiro na corrida naquele momento.

O atacante arrancou do meio de campo e deixou a zaga do Barcelona para trás, para marcar o quinto gol mais rápido da história da Liga dos Campeões, que foi criada em 1992.  O gol mais rápido foi do ex-atacante holandês Roy Makaay, que, pelo Bayern de Munique (ALE), marcou aos 10 segundos em jogo contra o Real Madrid, em 2007.

"Nem mesmo Usain Bolt seria capaz de detê-lo", cravou Guardiola, sobre o jogador de 22 anos."Algumas coisas estavam contra nós, mas tudo que podemos fazer é parabenizar o Milan e o Pato", completou.

Na partida, Guardiola teve de improvisar para montar sua defesa. Os volantes Busquets e Mascherano jogaram como zagueiros, já que Puyol voltava a jogar na terça-feira, depois de três meses parado, e Piquet está lesionado. E a falta de ritmo dos dois "zagueiros" ficou evidente no gol de Alexandre Pato.

Depois do gol de Pato, o Barcelona chegou a virar a partida, com Pedro e David Villa. No entanto, aos 47 minutos do segundo tempo, o brasileiro Thiago Silva voltou a deixar o placar igual.

Esporte