Topo

Esporte


Palmeiras e SP se armam para impedir que partes de CTs virem parques infantis

Projeto visa utilizar parte das áreas dos CTs para criação de parques infantis - Folhapress
Projeto visa utilizar parte das áreas dos CTs para criação de parques infantis Imagem: Folhapress

Bruno Thadeu

Em São Paulo

31/05/2011 07h00

A Prefeitura de São Paulo estuda utilizar partes das áreas dos CTs do Palmeiras e São Paulo para a criação de parques públicos voltados a crianças. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Habitação, o projeto Lapa-Brás pode ir para votação na Câmara no começo de 2012, podendo virar lei no fim do primeiro semestre de 2012. Os dois clubes afirmam ter argumentos convincentes para impedir o avanço do projeto.

O UOL Esporte apurou que caso o projeto Lapa-Brás se transforme em lei, a Prefeitura se reunirá com o São Paulo e Palmeiras para definir as áreas dentro dos centros de treinamentos que serão destinadas a atividades para a população. O projeto está em fase de consulta pública.

Os terrenos dos CTs do São Paulo e Palmeiras foram repassados pela Prefeitura em comodato. Em troca, os clubes reservariam parte dos respectivos terrenos para o desenvolvimento de atividades a crianças. Mas o órgão público questiona se os clubes estão oferecendo atividades adequadamente.

PROJETO LAPA-BRÁS PRETENDE UTILIZAR ÁRES DOS CTS DE PALMEIRAS E SP

  • Divulga??o

    Entre as metas do projeto está o aumento da oferta de espaço e áreas verdes ao público, induzindo à apropriação pelos usuários, conforme apresenta relatório da Prefeitura de São Paulo

Na entrada do CT do São Paulo, na Barra Funda, há um parquinho justamente para atender o público infantil. O clube reserva em sua programação visitas regulares de crianças ao CT. Na Academia de Futebol não existe parque.

SÃO PAULO QUER UTILIZAR LUCAS LOGO DEPOIS DE JOGO DA SELEÇÃO

  • Fabio Braga/Folhapress

Palmeiras e São Paulo entendem que é nula a possibilidade de partes dos CTs serem compartilhadas com o poder público.

Ex-superintendente de futebol do São Paulo e atualmente vereador, Marco Aurélio Cunha trata o projeto como “conversa fiada”.

“O torcedor são-paulino pode ficar tranquilo que isso é conversa fiada. O São Paulo cuida da área exatamente da maneira como previsto em contrato de comodato, faz trabalho destinado a crianças, não apenas no parquinho na entrada no CT. Não é em meia hora que vão tirar essa área do São Paulo”, declarou Cunha.

NOVO SITE DA ARENA PALESTRA ESTREIA COM MARCOS E CÂMERA AO VIVO

  • Divulga??o

“Tem uma área de 200 mil metros quadrados ao lado do CT que uma construtora adquiriu e que pode virar espaço para vários prédios. Uma agressão à natureza. A prefeitura não fala nada?”

O advogado do departamento de futebol do Palmeiras, André Sica, salienta que o clube teria de ser indenizado caso haja qualquer “invasão” da prefeitura na área do CT. A prefeitura promove eventos a crianças no terreno no CT de São Roque, da base alviverde.  

“A área do CT na Barra Funda foi um acordo com a prefeitura, onde não poderia ser usada para fins lucrativos. Além disso, teria de haver indenizações, pois existem contratos e um trabalho realizado no clube tudo dentro do combinado. Acredito que esse assunto é especulação, até porque o mercado imobiliário está aquecido nesta região”.

O projeto Lapa-Brás visa implementar diversas mudanças nessas regiões, entre elas melhorias no sistema viário, preservação de áreas verdes, saneamento e equilíbrio na ocupação do solo.

Esporte